Chapada Diamantina: nosso roteiro de 3 dias

A Chapada mais bela do Brasil não é tão fácil de ser acessada de forma barata e tem atrações para uns 40 dias (sem repetir nada!). Mas eu morava em Salvador na época e tinha um feriado de apenas 4 dias. Queria conhecer a chapada de qualquer forma e assim fomos nós!

dsc00451

Para explorar a Chapada, a melhor cidade, ainda mais se os dias são limitados, é Lençóis. Para chegar até ela existem duas formas básicas: ônibus ou avião. Este último é operado pela Azul, entre Salvador e Lençóis. Mas é caro, bem caro! Ainda mais no feriado. Por isso, recorremos ao ônibus. Saindo de Salvador, o ônibus leva 6 horas de viagem. Saímos às 23:30 de uma quarta-feira e chegamos às 05:30 da manhã do dia seguinte em Lençóis. A volta foi pela tarde de domingo.

Continuar lendo

Bogotá, uma bela surpresa: segurança, clima e dica de hospedagem

Eu tinha muita vontade de ir a Colômbia. Mas meus desejos estavam ligados a Cartagena e ao Caribe. Bogotá entrou no roteiro mais por uma questão de logística. Já que para chegar ou sair do país, indo de Avianca, precisaríamos passar pela capital, que tal dedicar alguns dias a descobri-la?

thumb_img_0119_1024

Nós no centro histórico de Bogotá

Pois bem, foi assim que cheguei em Bogotá. Entramos no táxi e comecei a ver uma cidade grande, muito grande. Muitas pessoas e muitos carros. E vi muito policial, uma cidade que me deu uma segurança que não sinto onde moro. Vi pessoas muito arrumadas e um bairro que me lembrou até Nova York e suas lojas. E quando cheguei no centro histórico, aí sim, a cidade me arrebatou! Continuar lendo

O que fazer (e não fazer) de noite em San Andrés

A ilha é paradisíaca durante o dia, isso não há dúvidas. Mas quando o sol se vai, o que fazer?

Perto do centro, estão vários restaurantes e bares. Alguns mais simples e outros imperdíveis!

thumb_img_0003_1024

Entrada do La Regatta, o melhor restaurante da ilha

Mas antes de falar dos restaurantes, preciso indicar um programa a não ser feito na noite de San Andrés… Vendido em todas as lojas de turismo, o passeio parece ótimo pela descrição. Chamado de Noche Blanca, promete um passeio de barco com jantar e bebida liberada e apresentações de dança típica.

Continuar lendo

Playa Peatonal ou Spratt Bight e o centro de San Andrés

San Andrés e seus passeios são o grande barato de uma viagem à ilha. Mas, para ver o mar maravilhoso do Caribe, não é preciso pegar um barco ou uma mulita. Saindo do hotel e caminhando em direção ao centrinho chegamos à praia mais central (e cheia) da ilha.

thumb_img_1010_1024

A Playa Peatonal ou Spratt Bright é pequena e fica lotada! Cheguei ali por volta das 9:30 e ainda não estava tão cheia. A cor da água é incrível, como é normal nessa ilha.

Continuar lendo

Mangue Seco, a última praia da Bahia

Olhando algumas fotos antigas, do tempo em que morei em Salvador, relembrei um paraíso que conhecemos neste estado. Mangue Seco é a última praia da Bahia, na divisa com Sergipe.

dsc00661

Para chegar no paraíso o ideal é partir de Aracaju, bem mais perto. Nós, porém, estávamos em Salvador e fechamos um passeio com a agência Balangandan Turismo de bate e volta. Puxado? Até pode ser, mas conseguimos aproveitar bastante!

Mangue Seco fica no final da linha verde (a mesma onde fica a Praia do Forte), que começa em Salvador e sobe em direção ao Sergipe. São 240 km desde Salvador. Por isso, saímos as 6:30 da manhã e levamos 3 horas para chegar. Ficamos até as 16 horas por lá.

Continuar lendo

O Aquário Natural de San Andrés, com um plus a mais

San Andrés já tinha nos conquistado e surpreendido. Ainda faltava um passeio. E ele foi arrebatador! O passeio que mais gostamos e que nos revelou as sete cores daquele mar de uma só vez.

thumb_g0071530_1024

O passeio para o Aquário é vendido muitas vezes junto com o passeio a ilha de Johnny Cay. Reforço: não recomendo mesmo o passeio no mesmo dia. Primeiro porque você irá pegar os locais abarrotados de gente e segundo que faltará tempo para curtir como se deve.

Nosso hotel nos vendeu o passeio chamado Aquário mais Mantarrayas (arraias), que incluía, além do aquário, paradas para ver peixes e arraias. O passeio era de tarde. Isso foi bom pois aproveitei aquela manhã para curtir o centro da cidade, comprar meu copinho de souvenir e curtir a praia do nosso hotel, onde almoçamos.

Continuar lendo

Johnny Cay, uma ilha paradisíaca em San Andrés

Como contei por aqui, um dos passeios mais clássicos e mais bonitos para se fazer em San Andrés é conhecer Johnny Cay, uma ilha relativamente perto e muito bonita!

thumb_g0051505_1024

A grande maioria das agências vende essa visita conjugada com uma ida ao Aquário. Eu preferi fazer os dois passeios separados e foi a melhor decisão. Em relação a Johnny Cay chegamos antes da multidão e pudemos aproveitar a ilha mais vazia, além de conseguir alugar espreguiçadeiras. Ficamos de 10 hrs até 15 hrs, podendo curtir muito bem essa linda ilha. Continuar lendo

Volta a Ilha de San Andrés de mulita

Esse é o passeio imperdível da ilha colombiana. Super indico fazer no primeiro dia. Assim, se vai conhecendo melhor a ilha, sua cultura e seus tons de mar!

thumb_G0141346_1024

Alugamos uma mulita que é uma espécie de carrinho de golfe com a agência do próprio hotel. Eles nos deram um mapa da ilha (na verdade mapa turístico mostrando o que tem para visitar, nada de mapa de estradas) e pronto, nos deram a chave!

Continuar lendo

San Andrés: a bela ilha da Colômbia, hotel, passeios e dicas

Que lugar! Incrível, lindo, relaxante e acessível. San Andrés me surpreendeu muito. Conheço no Caribe apenas a República Dominicana, mas minha fiel escudeira vovó viajante conhece bem essa parte do mundo. E ela disse que nada ganharia dos azuis de Cancun. Pois bem, não é que no final da viagem, San Andrés ganhou a medalha de ouro, desbancando o tão famoso mar mexicano…

thumb_IMG_1092_1024

No avião, olhando da janela, lá no meio do mar azul surge um pontinho lá embaixo. Um conjunto formado por três ilhas (San Andrés, Povidencia e Santa Catalina) está ali, afastada 700 km da costa da Colômbia, país a quem pertence. Sua vizinha mais próxima é a Nicarágua que, volta e meia na história, já brigou para anexar estas ilhas.

Continuar lendo

Pomerode: a cidade mais alemã do Brasil

No feriado que fomos conhecer Blumenau e a famosa Oktoberfest, aproveitamos um dia para conhecer uma bela cidade do Vale Europeu de Santa Catarina: Pomerode.

thumb_IMG_8808_1024

O nome homenageia os imigrantes da Pomerânia (região da Alemanha que faz fronteira com a Polônia) que vieram para esta região do país no século XIX. Trazendo o estilo da construção enxaimel para o Brasil, criaram várias casas neste estilo, tornando Pomerode a cidade com mais construções enxaimel fora da Alemanha. Hoje o slogan pelo qual a cidade é conhecida é “Cidade mais Alemã do Brasil”.

Continuar lendo