Terceiro Dia em Istambul – Palácio e a Ásia

Esse era uma dia muito esperado pela gente: íamos colocar o pé na Ásia!

Para começar fomos ao Palácio Dolmabahçe, localizado ao lado do Bósforo. Para chegar fomos de tram até Kabatas e caminhamos mais uns 5 minutos. O complexo é formado pelo palácio e pelo harém, além de todo o jardim. A visita é sempre guiada e tivemos que esperar uns 30 minutos até começar a próxima visita em inglês (só há opção em inglês ou turco). Na alta temporada, o intervalo entre os tours é menor.

Este palácio foi construído entre 1843 e 1854 por ordem de Abdul Mecit I, trigésimo primeiro sultão do Império Otomano para ser a nova residência oficial, em lugar do Palácio Topkapi. O grande objetivo por trás era criar um palácio estonteante que acabasse com os rumores de declínio do império. Contudo, a construção desse palácio só adiantou a falência do mesmo. Atartuk (saiba mais sobre quem foi aqui) morreu neste palácio em 1938. Inclusive, uma curiosidade: todos os relógios do Palácio marcam o horário de 9:05, hora em que Atartuk morreu.

Entramos passando pela Torre do Relógio, pelo Portão Imperial e pelo jardim super bem cuidado.

IMG_1552IMG_1560

Por dentro não é possível tirar fotos, então você precisa ir até lá para descobrir a beleza do palácio! Começamos conhecendo a habitação do sultão: salas com muitos tapetes (simbolizavam poder), lustres, louças diversas e muito luxo. Inclusive o maior lustre de toda a Europa fica aqui. O tour prossegue para a Sala de Comemoração onde havia tanto festas, como sacrifícios. No lado em que o sultão ficava sentado, não há nenhum mezanino pois ninguém podia estar acima do sultão. Acima do lado direito ficava a orquestra, ao fundo os embaixadores e à esquerda, a imprensa. As mulheres só podiam assistir as cerimônias através de janelas nos corredores. Acabando o Palácio, fomos ao Harém.

IMG_1555 IMG_1565

IMG_1571

No Harém é onde moravam as concubinas e a mãe do sultão, que era quem mandava no local (imagina como devia ser!). Oficialmente, o sultão podia ter 4 mulheres e quantas concubinas quisesse. Andamos pelos diversos quartos, pela Sala Amarela onde as meninas eram educadas e pela Sala Rosa em que recebiam visitas. É no Harém que está o quarto onde Atartuk morreu.

IMG_1589

Depois de uma manhã dedicada ao Palácio, fomos conhecer Uskudar, do lado asiático. Fomos de ferry (3 TL cada viagem) que saía de um local bem perto do Palácio.

IMG_1595

IMG_1605

Cheguei na Ásia!!

Fomos andando pela orla, vendo a Mesquita de Semsi Pasa e chegando até um quiosque com almofadas para sentar e admirar o lado europeu e a Torre de Leandro, um farol.

IMG_1614

IMG_1639

A Torre de Leandro

IMG_1642

Com o pé na Ásia e vendo a Europa…

E aí, começou um momento muito especial da viagem! O João queria visitar o estádio do Fenerbahce que descobrimos ser do laso asiático, no bairro de Kadikoy. Começamos a andar para pegar um ônibus quando um turco vira e pergunta que língua era essa que estávamos falando, muito bonita. Quando dissemos que éramos brasileiros, o papo, claro, foi para futebol e o turco sabia TUDO sobre futebol! Conhecia todos os times, sabia os jogos que iam acontecer no Brasil, tudo mesmo. Resolvemos perguntar como chegar ao estádio, então. E o turco resolveu que ia andando com a gente até lá. Achamos que devia ser perto então. Mas na na ni na não!! Andamos muuuito! Mais de 1 hora andando e conversando, descobrindo várias facetas do país que nem imaginávamos. O turco era muito simpático, professor de sociologia e apaixonado pelo Fenerbache. Conseguiu fazer a gente entrar no estádio, mesmo não podendo (só é possível visitar o museu). Depois da visita nos chamou para irmos a um bar, beber Efes e conversar. Claro que fomos! E foi aí que ele nos revelou que quando nos encontrou, estava voltando de um médico no qual tinha descoberto um possível câncer no joelho. E ele estava meio atordoado e resolveu nos acompanhar, coisa que nunca tinha feito com turistas antes. A esposa dele ligava, super preocupada, porque ele não podia caminhar tanto assim. Amamos conhecer esse amigo, que mesmo só estando com a gente por 5 horas, cativou um lugarzinho no nosso coração. Não podemos nem pegar o e-mail para continuar conversando pois o governo turco fiscaliza todo e-mail que ele troca com pessoas de fora, principalmente por ele ser professor. Mas o que importa foi que ele nos ensinou muito nesse tempo que podemos passar juntos!

IMG_1644 IMG_1663

Voltamos para casa a partir da estação de ferry de Kadikoy e depois de tram, exaustos, mas muito felizes!

 

Informações:

1- Palácio Dolmabahçe:

Horário: 09:30 – 16:00

Dias: fechado segunda e quinta

Preço: 40 TL Palácio e Harém

 

Um comentário sobre “Terceiro Dia em Istambul – Palácio e a Ásia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s