Palatino e Fórum Romano – como entender esses dois lugares

Se você vai a Roma, um lugar que com certeza irá são o conjunto de ruínas do Palatino e do Fórum Romano. Eles ficam logo em frente ao Coliseu e são uma combinação perfeita de passeio. Inclusive um mesmo ingresso engloba a entrada a esses três monumentos. Nós usamos o Roma Pass (falarei melhor depois), mas se você não o tiver e quiser enfrentar menos filas, faça assim: compre seu ingresso no Fórum Romano e depois vá para o Coliseu pois há uma fila especial e bem menor para quem já tem ingresso no Coliseu.

IMG_3200

Eu já tinha visitado uma vez o Fórum Romano e tinha ficado super perdida. Há algumas placas dizendo o que é cada ruína, mas é muito difícil de entender ou imaginar aquele lugar. Confesso que nessa primeira vez achei meio chata essa visita. Nós tentamos alugar um áudio guia mas era bem fraco e não ajudou muito.

Para a visita dessa última viagem resolvi então que ia pesquisar direito, levar meus guias e de fato entender o que eu estava visitando. Por isso resolvi fazer um resumo do que visitamos, para ajudar alguns próximos visitantes a se acharem (pelo menos um pouco) e aproveitarem essa maravilha.

Então para começar, o que é o Palatino e o Fórum Romano?

Roma é formada por sete colinas e foi em uma delas que a cidade começou: a colina do Palatino.  Diz a lenda que foi aqui que os gêmeos Rômulo e Remo foram amamentados pela loba. O lugar era agradável para se morar e foi aqui que os imperadores construíram suas casas.

Logo ao lado está o Fórum Romano. Aqui era onde a cidade de Roma de fato existia. Era o centro político e comercial da população. Com o tempo Roma foi crescendo e o espaço do Fórum se tornou pequeno, ocorrendo a expansão da população para o restante da cidade.

Começando pelo Palatino

Nós resolvemos começar pelo Palatino porque acabamos entrando primeiro por lá, só por isso. O primeiro monumento que chegamos ao virar à esquerda e seguir foi o “Aqua Claudia”, que era o aqueduto da cidade, criado por Calígula (entre 38-41 d.C.) e integrado a uma rede de distribuição para toda cidade.

IMG_3208

Depois subimos até chegar ao “Stadium”.  Era um espaço construído para ser o “Jardim dos Imperadores”: ali ocorriam jogos e corridas de cavalo. Inclusive em um dos lados dá para observar o local que funcionava como varanda ou camarote dos imperadores.

IMG_3219

Continuamos subindo e chegamos ao local onde ficava o Palácio de Domiciano, construído por este imperador em 81 d.C. Este palácio era formado por duas áreas: o “Domus Flavia” e o “Domus Augustana”. A primeira que passamos é a Domus Augustana que era a residência particular dos imperadores. Assim como vários lugares em Roma, esse estava em reforma e não podemos entrar.

IMG_3225

Domus Augustana

A “Domus Flavia” era a área do palácio onde acontecia as cerimônias oficiais e a vida política. Inclusive há resquícios de três áreas uma ao lado da outra que serviam como Basílica (naquela época basílica era a o local que funcionava como tribunal de justiça), sala de trono e santuário para os deuses.

IMG_3227

Fonte Octogonal do Domus Flavia

IMG_3226

Resquícios do Domus Flávia

Se você observar ao lado dessa área, há umas escadas que levavam a um conjunto de túneis que foram construídos por Nero para ligar o Palácio do Palatino a Domus Área, que era onde Nero morou quando foi imperador (ele foi o único que não quis morar no Palatino).IMG_3230

Depois fomos visitar um dos pontos altos do Palatino: a “Casa de Lívia” e a “Casa de Augusto”. A primeira estava fechada e não podemos visitar. Era onde vivia Lívia e seu marido, o imperador Augusto.

Para entrar na Casa de Augusto há uma fila chatinha, que demora, porque só podem entrar poucas pessoas por vez. Mas vale muito a pena. Ali visitamos os afrescos pintados por volta de 30 a.C. que estão muito bem preservados. A casa é bem simples e ali morava Augusto antes de se tornar imperador.

IMG_3240

Afresco da Casa de Augusto

Seguindo pelo Fórum Romano

Saímos do Palatino e fomos ao Fórum Romano. Antes, paramos nos jardins para ter uma linda visão do Fórum Romano.

IMG_3246

A entrada a Via Sacra – principal rua da Roma Antiga, lugar onde eram celebradas as vitórias dos generais – é triunfal, passando pelo “Arco de Tito”. Este monumento foi criado para celebrar a vitória dos romanos sobre os judeus, em Jerusalém, em 81 d.C. Se você observar o interior do arco, há desenhos de produtos que foram levados de Jerusalém, inclusive alguns objetos sagrados para o judaísmo. E sabe o que achei mais interessante? Saber que esse arco inspirou outros famosos, como Napoleão (algo te lembra o Arco do Triunfo?)!

IMG_3253

Vamos entrar na Via Sacra?

E começamos a desbravar o Fórum pelo lado direito de quem entra pelo Arco de Tito. O primeiro lugar já é um dos mais impressionante: “Basílica de Constantino e Maxêncio”. É uma das ruínas mais bem preservadas e era o maior edifício do Fórum. Como disse antes, basílica era o local usado para administração de justiça. Sua construção começou por Maxêncio em 308 d.C. e continuou no regime de Constantino. Para completar a Basílica, havia uma grande escultura de Constantino ali (hoje a grande cabeça, pé e mão que sobrou da imagem estão nos Museus Capitolinos).

IMG_3256

A Basílica era grande mesmo!

Seguindo encontramos o “Templo de Romolo”, de forma circular e portas de bronze (originais!). Hoje este templo abriga a Igreja de São Cosme e Damião (a entrada é pelo lado oposto, fora do Fórum).

IMG_3258

Templo de Romolo

Mais um pouco a frente e chegamos ao “Templo de Antonino e Faustina”, criado em 141 d.C. por Antonino a sua esposa Faustina. No século XI, o local foi transformado em uma igreja.

IMG_3262

Templo dedicado a Faustina e a Antonino

Viramos à esquerda e passamos pelo “Templo a Júlio César” construído em 44 a.C. no local em que o mesmo foi cremado após seu assassinato. Seguimos até o fim dessa rua e chegamos ao “Templo de Castor e Pólux”, do qual restam três colunas. Esse templo foi o primeiro do Fórum Romano (484 a.C.) e era dedicado aos gêmeos patronos da equitação.

IMG_3264

Passando pelas ruínas do Templo de Júlio César e chegando às três colunas do Templo de Castor e Pólux

Viramos à esquerda e fomos em direção a “Casa das Virgens Vestais”, passando pelo “Templo de Vesta”. Seis virgens tinham que manter aceso o fogo dentro do templo – fogo que representava a chama sagrada da Vesta, a deusa do fogo – sem nunca deixá-lo apagar. Se alguma vestal deixasse o fogo apagar, era chicoteada e repudiada pela sociedade. As virgens eram escolhidas quando eram crianças e tinham que se manter assim por mais 30 anos. Se alguma delas perdesse a virgindade nesse tempo, era enterrada viva! Toda vestal morava na Casa das Vestais. Era um lugar enorme, com três andares. Algumas esculturas das vestais adornavam o ambiente.

IMG_3275

Três andares e muitos aposentos da Casa das Vestais

IMG_3273

O pátio com as esculturas da Casa das Vestais era bem bonito

Voltamos pela rua da Casa Vestal e seguimos até a “Basílica Giulia”, criada por Júlio César em 54 a.C. Ali ficavam os “advogados” da época que julgavam os casos de direito civil da cidade. Havia quatro tribunais que eram separados por telas e cortinas apenas. Por isso, homens eram contratados para aplaudir os sucessos e vaiar os oponentes. Interessante que esses homens, enquanto ficavam ali, passavam o tempo jogando (há rabiscos de tabuleiros nos degraus).

IMG_3277

As ruínas da Basílica Giulia

Ao final desta rua, está o “Templo de Saturno” (na verdade oito colunas que sobraram). Saturno era um deus muito venerado na Itália e agradava muito aos escravos e às classes mais baixas. Durante a semana de aniversário do deus (em dezembro), a ordem social era invertida, escravos bebiam e comiam, tribunais e escolas eram fechados e ninguém podia ser julgado. Ali do lado, há três colunas do “Templo de Vespasiano”.

IMG_3281

Templo de Saturno

IMG_3280

Templo de Vespasiano

Ao lados destes templos, está o “Arco de Sétimo Severo” que foi construído em 203 d.C. para comemorar o décimo aniversário de ascensão do imperador Sétimo Severo. No alto dá para reparar uns buracos na inscrição. Isso porque o original tinha o nome dos dois filhos desse imperador: Caracallas e Geta. Mas na briga para ver quem subia ao trono, Caracallas matou o irmão e tirou o nome deste no arco. É… a história de Roma já foi muito sangrenta!

IMG_3282

Arco de Sétimo Severo

E assim terminamos a visita, passando pelos principais locais do Palatino e do Fórum Romano. Segue abaixo dois mapas legais que achei pela internet. Um deles é um mapa (o sentido indicado pelo mapa foi o contrário do que fizemos) e o outro mostra uma visão de como era o Fórum Romano nos tempos áureos.

mapa forum mapa visao

 

 

 

 

 

 

38 comentários sobre “Palatino e Fórum Romano – como entender esses dois lugares

    • thaissachaga disse:

      Oi Bianca! Com certeza um dia é muito pouco para conhecer Roma. Mas já que vc estará lá e acredito que seja a primeira vez, você precisa visitar os clássicos dos clássicos! No caso Coliseu e Fórum Romano fazem parte. O lugar não é tão grande assim e, em menos de duas horas nós andamos calmamente por lá. Então, acredito que em uma hora dá para conhecer, ainda mais se vc já levar um guia, sabendo direitinho o que tá vendo. Compra antes ingresso do Coliseu/Fórum, para não perder tempo em fila! Assim como no caso de decidir conhecer Vaticano. Beijos e boa viagem!

  1. Ivalda Negrinho disse:

    Olá, tenho uma conexão em Roma março de 8 horas, retirando uma 4 para par desembarque, embarque etc… ainda sobram 4h, você acha que dá para conhecer de táxi ou por agência de turismo, pelo menos o Coliseu, ou Coliseu e Forum Romano?

    Ivalda.

    • thaissachaga disse:

      Olá Ivalda! Por coincidência, na minha última viagem, agora em agosto de 2016, tive uma conexão longa em Roma. Tínhamos 9 horas entre um vôo e outro. Foi muito tranquilo ir até a cidade. Não vá de agência ou táxi pq o trânsito pode ser ruim. Qd chegar no aeroporto, se dirija ao terminal 3 e deixe suas malas de mão no guarda volume (8 euros cada mala). Ali perto fica a entrada para o trem Leonardo Fiumicino. Compramos o próximo e em 25 minutos estávamos em Termini. Já olhe os trens de volta e calcule para chegar umas 2 horas antes (lembre-se que precisa pegar a mala e fazer imigração). Provavelmente, como é conexão, vc não precisará fazer check in e apenas se dirigir ao raio x. Em Termini, onde vc desembarcar, tem uma estação de metrô. Entre nela e siga para o Coliseu. Muito importante: compre sua entrada para Coliseu antecipadamente! Assim, vc já chega e entra direto. Depois, siga para o Fórum Romano. Pronto! Boa viagem

  2. Maria Helena Oliveira disse:

    Olá ! Vou conhecer Roma em julho de 2017. Gostaria de saber que tipo de roupas e calçados devo levar. Pelo que vi a gente anda bastante. É isso mesmo ?

    • thaissachaga disse:

      Olá! Em julho primeiro é preciso saber que faz MUITO calor por lá. Muito mesmo. Logo, use roupas bem leves (short, blusa de alcinha, vestidos leves e saias). Realmente se anda muito nesta cidade. Logo, um sapato bem confortável é o ideal porque um dos maiores baratos da cidade é andar. Por último, leve sempre uma garrafinha de água e vá enchendo em todos os bebedouros gratuitos que ficam pelas ruas. Curta muito sua viagem!!!

  3. Leonardo disse:

    Gostaria de parabenizar esse seu post. Sei que ele já faz um tempinho, mas apesar de tardio acho q vale muito a pena o comentário. Hoje visitei o coliseu, o palatino e o fórum romano, e seu guia aqui foi essencial na minha visita nos dois últimos monumentos. Entrei pelo fórum romano, pois não tinha fila e fiz questão de ir para o palatino, para começar na sequência q você fez. Perfeito o guia com as fotos. Nem áudio guia precisamos, me guiei por suas informações e a sensação é que já conhecia o lugar. Parabéns mais uma vez pelo blog e são esses textos q fazem toda diferença em nossas viagens. Obrigado pelas dicas e informações!

  4. Carlos disse:

    Prezada Thathá
    Li seu texto depois de visitar o local com família e amigos. Melhor seria ter lido antes. Felizmente vejo que visitei o essencial. Compreendi melhor o que tinha visto depois de ler na Wikipedia italiana e seu texto muito equilibrado, claro e bem escrito . Agradeço ter compartido conosco. É confortante ver uma jovem como você preocupada em compartilhar o que viu e aprender.

    • thaissachaga disse:

      Carlos, fiquei muito feliz com sua mensagem. Adoro poder compartilhar o que vi e aprendi e gosto mais ainda quando recebo um feedback desses. Isso me incentiva a escrever mais e mais! Obrigada e boas viagens para nós!

  5. Adriana Aguiar Ribeiro disse:

    Oi, Thata!
    Quero agradecer esta descrição tão detalhada do Palatino e Forum Romano. Em setembro farei um cruzeiro, tendo um dia para Roma. Estive na cidade por quatro dias em 1995. E como aconteceu com você, também não entendi muito bem esta área tão rica. Hoje, 22 anos depois, quero fazer novamente a visita, com um novo olhar. Atualmente, costumo fazer pesquisas detalhadas dos meus destino, mas como estou sem tempo, devido ao trabalho, seu post foi uma mão na roda. Li tudo e anexei ao meu roteiro, para reler no local.
    Ah, uma curiosidade: como está mudada a área desde minha última visita. Recordo-me que havia muitas obras na época… Que resultaram em muitas mudanças, pelo visto!
    Vou dar outras pesquisadas no seu blog, que por sinal, está lindo.
    Obrigada e sucesso compartilhando tantas novidades com a gente.
    Beijão,
    Adriana

    • thaissachaga disse:

      Adriana, que mensagem mais legal de receber. Muito obrigada pelas palavras… isso só me incentiva a escrever mais e mais! Além de uma linda recordação pessoal, gosto mt de poder ajudar a viagem de outras pessoas. Uma ótima viagem para a minha cidade favorita no mundo!!! E volte sempre! 🙂

  6. Carmem Goabato disse:

    PARABÉNS PELO POST! O MELHOR QUE ENCONTREI NA NET! VOU USÁ-LO CERTAMENTE EM MINHA VIAGEM EM OUTUBRO!!! OBGDA POR COMPARTILHAR

  7. Adelana disse:

    Excelente explicação . Estive há 7 anos atras e achei chata a visita pois tive que ficar imaginando .
    Estou indo agora dia 28/10. , com outra visão .

  8. Válder Ibraim Miguel disse:

    Thaissa,
    Que maravilha que encontrei seu blog viagem.
    Tenho hoje 68 anos, moro em BH, e em 2008 fiz um giro pela Europa, passando por 11 países. Em todos os lugares, só correria (excursão né!). Estive no Coliseu e vi o forum Romano de lá. Estava com os ingressos, e não pude ir no Fórum, por não ter tempo. Unzinho dia em Roma. Mas, graças a você, hoje conheço o FR. E olha! agora eu discuto com qualquer um sobre ele. Fiquei mais de 3 horas no computador e google, acompanhando seus precisos e esclarecedores relatos. Gostei muito das fotos, pois vi seus detalhes ao dar o zoom. Esta viagem ao FR, seria virtual, mas com você foi presencial.
    Agora te peço permissão, para te acompanhar em uma outra sua viagem pelos seus 41 países visitados.
    Fique com Deus, e que Ele te traga muita paz, saúde e alegria, para nos proporcionar outras belas viagens.

    Um abraço e obrigado.
    Válder Ibraim Miguel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s