Scavi Tour: não deixe de fazer se for a Roma

O Scavi Tour foi uma daquelas descobertas que só conhece quem lê blogs e fuxica a internet para suas viagens. Quando li várias pessoas indicando, resolvi fazer e adivinhe? Agora sou mais uma que recomenda de olhos fechados!

Esse tour é feito pelas “escavações” do Vaticano. É um tour guiado por um padre que te leva a conhecer tudo aquilo que foi achado a partir das escavações bancadas pelo próprio Vaticano cujo objetivo era procurar alguma prova de que Pedro, o apóstolo de Jesus e fundador da Igreja, de fato existiu.

Uma pequena observação: é proibido tirar fotos e por isso esse post vai ficar um pouco carente das mesmas.

Nosso passeio começou em uma sala com maquetes do Vaticano e ouvindo toda a história daquele lugar. Soubemos que aquela área  era o Circo di Nerone, construído  por Calígula e Nero. Bem no centro desse circo ficava o obelisco que hoje encontramos na Praça de São Pedro. Nero, imperador louco, colocou fogo em Roma e culpou os cristãos pelo incidente. Por essa razão, alguns cristãos foram presos e mortos, dentre eles Pedro que foi crucificado – de cabeça para baixo, a pedido do próprio pois não se sentia honrado em morrer como Jesus. O corpo de Pedro foi enterrado junto à colina que ficava ao redor, sem nenhuma pompa, diretamente no solo. Mas desde então se tornou um ponto de peregrinação.

IMG_3527

Obelisco original no centro do Vaticano

Antes desse tempo, os mortos eram tratados de outra forma. Eram enterrados ao redor das principais vias para que qualquer um que passasse, olhasse e lembrasse deles. Com o tempo, os corpos foram transportados para fora da cidade e muitos foram enterrados ao pé da colina do Vaticano. Então ao lado de Pedro, diversas necrópoles foram criadas e, quanto mais dinheiro uma família tinha, maior sua necrópole e mais adornada a mesma era.

Quando Constantino se tornou imperador, adotou o catolicismo como religião oficial do império. Onde Pedro estava enterrado, ele construiu algo como um monumento e exatamente em cima uma Basílica. Esta depois foi reconstruída até ter o formato atual da Basílica de São Pedro.

E depois dessa introdução, seguimos até as necrópoles que foram achadas. Visitamos algumas delas, conhecendo algumas histórias e vendo sinais “escondidos” de quais pertenciam aos cristãos. Interessante saber que acredita-se que as necrópoles estendem-se por muito mais, chegando até o Castelo de San’t Angel.

Após essa parte vem o momento ápice que é visitar o local onde Pedro de fato está enterrado. Entramos, vemos uma luzinha que mostra o exato local onde ele está. Quando as escavações foram feitas, foi encontrada uma caixa com alguns ossos perto do lugar onde Pedro estaria. Através de análises provou-se que aqueles ossos pertenciam a um homem que teria em torno de 70 anos, o que confirmou, para a Igreja Católica, ser Pedro.

Por fim passamos nos locais onde estão enterrados os outros Papas e entramos direto na Basílica (isso mesmo, sem passar por fila alguma).

IMG_3498

O altar da Basílica atual está bem em cima de onde Pedro está enterrado

Como reservar então esse passeio?

Para fazer o Scavi Tour é preciso reservar com antecedência, mandando um e-mail para scavi@fsp.va dizendo o nome e a quantidade de pessoas, a preferência de idioma, os dias que te interessam e seu e-mail. Nós mandamos 2 meses antes de irmos e a resposta foi no mesmo dia. Quando receber o e-mail deles, ainda é preciso responder confirmando se está de acordo com o horário sugerido.

A visita pode ser feita em português, que foi a que fizemos. Era um padre brasileiro que nos levou e foi ótimo, grupo pequeno, tiramos todas as dúvidas.

Importante: como chegar!

Nossa visita era as 14:45 hrs e saímos do Museu do Vaticano em torno de 14 hrs. Resolvemos comer algo e quando fomos procurar a entrada, ficamos perdidos e só achamos uns 15 minutos depois, o que fez a gente entrar no tour já começado.

Para achar onde é, faça assim. Virado para a Basílica, siga para o lado esquerdo da praça. Há colunas demarcando a praça. A entrada para o Scavi Tour é fora dessas colunas, no canto direito de quem está de frente para as colunas. Bem na entrada há um guarda do Vaticano e você precisará passar pelo raio-x antes de entrar.

Depois você anda até a bilheteria, paga sua entrada (13 euros por pessoa) e aguarda seu tour.

Realmente a visita é muito legal, mesmo para não católicos. Muito interessante para conhecer um pouco mais da história de Roma e da Igreja Católica, inclusive visitando um dos lugares mais importantes e sagrados do catolicismo.

4 comentários sobre “Scavi Tour: não deixe de fazer se for a Roma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s