Cataratas Argentinas – ah…que maravilha é essa!

As Cataratas são uma maravilha que o Brasil divide com a Argentina. Cada lado tem um parque todo estruturado em função das quedas naturais. O Rio Iguaçu, 18 km antes de se juntar ao rio Paraná, passa por desníveis de terreno que formam quedas diversas, algumas com até 80 metros de altura! Existem mais de 100 quedas espalhadas ao longo do rio.

IMG_4771

Uma pergunta recorrente que me fizeram foi: qual é o melhor lado das cataratas? Eu, sinceramente, não consegui eleger! Na Argentina, a gente consegue chegar mais perto das quedas, andar por cima e por baixo de diferentes quedas e tem uma quantidade grande de atividades para se fazer. No Brasil, a visão é mais panorâmica e é mais fácil circular pelo parque.

E foi pela terra de nuestros hermanos que começamos nossa visita. Fomos de ônibus e chegamos por volta das 11 horas da manhã. Ficamos o dia inteiro e fizemos todos os circuitos disponíveis, mas nenhuma atividade extra. Se a ideia for fazer alguma atividade como safari, Gran Aventura (passeio de barco ao estilo do Macuco Sáfari no Brasil) ou visitar a Isla San Martín, vale considerar dois dias para o parque.

Compramos nossos ingressos, que para brasileiro custa $ 115, e fomos para a fila do trem. Por dentro do parque argentino, os deslocamentos são feitos por um trem que para em três pontos: na estação Central, na estação Cataratas e na estação Garganta del Diablo.

A fila estava bem grande e os trens saiam de 15 em 15 minutos. Fomos bem apertadinhos, mas sem problema algum.

IMG_4694

Resolvemos seguir até a última estação e começar pela Garganta del Diablo. Saindo do trem, começa uma caminhada de uns 15 minutos, bem tranquila, por passarelas sobre o rio. O caminho é bonito, mas nada se compara ao que te espera ao final.

De repente, um barulho começa a nos indicar que estamos chegando. E vai ficando mais forte e mais e mais…e aí, nossos olhos não acreditam no que veem!

IMG_4706 IMG_4712

Garganta do Diabo é o nome da queda mais forte dentre todas as que existem. Na época de cheia (durante o verão), a vazão é muito forte e é impossível enxergar o fim da queda. Vapores sobem e tornam o cenário emocionante. A natureza impressiona e mostra todo seu esplendor nesse momento.

IMG_4733 IMG_4717

Ficamos ali por quase uma hora absorvendo a energia daquele lugar. Voltamos para o trem e, antes de embarcar, uma parada rápida para comer empanadas e ver os animais que estão por ali.

IMG_4700

Embarcamos de novo no trem rumo a Estacion de las Cataratas. É daqui que se iniciam os dois circuitos principais para conhecer um pouco mais das Cataratas.

IMG_4761

O Circuito Superior consiste numa caminhada panorâmica para observar as quedas de cima. E foi enquanto andávamos por aqui que tivemos umas das cenas mais lindas que se é possível: um arco íris emergindo por entre os vapores d`água das quedas.

O Circuito Inferior é uma caminhada com 8 mirantes que permitem vistas panorâmicas. E é nessa trilha que se chega pertinho de uma das quedas a ponto de ficar completamente molhada. Foi muito bom! Lavagem de alma para fim do ano, revigorante!

IMG_4774 IMG_4782 IMG_4783 IMG_4805

E depois de um dia maravilhoso, voltamos de trem até a estação inicial e pegamos uma chuva daquelas na volta para o hotel. Mas até a chuva me deixou feliz nesse dia!

Um comentário sobre “Cataratas Argentinas – ah…que maravilha é essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s