6 dias descobrindo as belezas do Pará (Belém e Ilha do Marajó)

Já tínhamos visitado o Tocantins, então não era a primeira vez que pisaríamos na Região Norte do Brasil. Porém, nunca tinha chegado tão perto da Floresta Amazônica e meu coração dava pulinhos de felicidade a cada dia que se aproximava nossa viagem do Carnaval de 2016. Íamos desvendar Belém e a Ilha de Marajó, no Pará!

thumb_IMG_0437_1024

Navegando pelo igarapé

O Pará é o segundo maior estado do Brasil, sendo maior que todos os estados da região Sudeste junto! Belém, sua capital, tem cerca de 2,3 milhões de habitante. Apesar disso, a cidade é compacta para os turistas, com todas as atrações relativamente perto uma da outra.

Como chegamos?

Fomos do Rio de Janeiro em um vôo direto até Belém, operado pela TAM.

thumb_IMG_0213_1024

Conhecendo uma praia de Marajó

Nosso Roteiro:

As principais atrações do Pará são Belém e seus arredores, Ilha de Marajó e Alter do Chão, em Santarém. Para chegar a este último desde Belém é preciso atravessar de barco em uma viagem de três dias ou voar. Dado nosso curto espaço de tempo, não conhecemos Alter do Chão.

Dedicamos quase três dias a Belém e quase três dias a Ilha de Marajó. Para chegar até a ilha é preciso usar uma balsa, que explicarei melhor em outro post.

Esta ilha é a maior ilha fluviomarítima do mundo. Realmente é enorme e as cidades mais turísticas são Soure e Salvaterra. Escolhemos ficar e conhecer apenas Soure.

thumb_IMG_0233_1024

Andando no famoso búfalo de Marajó

Observando o mapa do Pará, dá para perceber a grandeza da Ilha de Marajó. Também dá para perceber que a região que fomos é banhada por um rio, um dos afluentes do Rio Amazonas. O Oceano Atlântico está logo ali e, muitas vezes, dependendo da época do ano a água se torna mais ou menos salubre (mistura de água doce com salgada).

Segurança:

Confesso que estava com um pouco de medo de Belém. Tinha lido muita gente comentando sobre violência e insegurança. Chegando lá, na primeira manhã, quando fomos para o famoso Mercado Ver o Peso, o taxista nos alertou para segurar a bolsa e não tirar fotos. Quando íamos caminhando do mercado para o centro histórico, me senti um pouco insegura. Resolvemos não arriscar e pegamos um táxi, alterando nosso roteiro.

Para conhecer esta região do centro histórico, preferi contratar um city tour com motorista no último dia.

thumb_IMG_0527_1024

Lindo centro histórico de Belém

Fora isso, tudo foi bem tranquilo. Andamos muito de táxi, sempre pedindo por aplicativos no celular. Era bem barato e todos os pontos são relativamente perto um dos outros.

Comida:

Sério, fiquei apaixonada pela culinária paraense! Comi tudo que tinha direito: tacacá, pato no tucupi, todos os peixes da região, maniçoba, frutas e mais frutas (bacuri, cupuaçu, açaí, taperebá)  etc.

Comemos maravilhosamente bem, descobrimos restaurantes muito bons e pagamos preço bom. Depois escreverei um post sobre este assunto.

Só tenho a declarar que amei o Pará! Sou cada dia mais apaixonada pelas diferentes belezas que nosso Brasil possui. Incrível!

thumb_IMG_0057_1024

Vista do rio de Belém do alto

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s