Um domingo no Harlem

O Harlem ambientava minha imaginação e me instigava a conhecer essa região tão peculiar de Nova Iorque. Esse é um bairro onde vivem os afro-americanos, onde temos o jazz da raiz e o famoso canto gospel aos domingos.

12525535_1127219723975426_7439175250904586833_o

Nós pelo Harlem

Aconselho fortemente ir em um dia de domingo para conhecer todo o encanto desta região. Foi assim que fizemos, pegando o metrô linha verde até a estação 125 St. Ali descemos e fomos andando em direção ao Greater Refuge Temple, o lugar que escolhemos para assistir uma missa gospel.

Untitled

Essa andança no início nos deixou um pouco assustada pois o lugar estava deserto e ainda tivemos que passar por debaixo de um viaduto. O Harlem de hoje em dia é um lugar bem mais seguro. Contudo, no passado, já foi conhecido por ser um lugar bem violento e com muitas drogas.

O início do Harlem remete a 1626 quando os holandeses aqui se instalaram. O bairro era bastante elegante até a crise de 1929, com casas bem imponentes. Com a crise imobiliária, a área ficou abandonada. Os negros do sul dos EUA migraram então para o Harlem, em busca de empregos. Assim trouxeram sua cultura e suas tradições para este pedaço. Na década de 70, o problema do crack se tornou muito forte e a violência era grande por aqui. Mas hoje esse panorama mudou e a área recebe de portas abertas aos turistas que querem conhecer um pouco dessa cultura dos negros no Harlem.

thumb_IMG_8440_1024

Um pouco da arquitetura do Harlem

Assistir a um canto gospel é o primeiro programa do dia no Harlem. Existem várias casas, algumas mais famosas e outras nem tanto. Pesquisei bastante e resolvi conhecer o Greater Refuge Temple. Começa as 11 horas para os turistas. Chegamos quando era 10:45 e já havia uma fila grande. Inclusive, a primeira leva de turistas já tinha entrado e só conseguiríamos entrar na próxima, ao meio dia. Os moradores e fiéis entram pelo outro lado. Ficamos esse tempo ali na fila, que só fazia crescer. Foi interessante pois observávamos os locais chegando, todos extremamente arrumados. Parecia que estava vendo um verdadeiro filme americano! Dica: vá com uma roupa mais comportada, como vestido e saia longa e sem decotes, afinal estamos em um templo religioso.

Quando entramos, fomos conduzidos ao segundo andar. Somos orientados a não tirar fotos ou filmar e a ficar em silêncio respeitando o culto deles. É arrepiante e muito emocionante estar ali. A voz da cantora, a alegria dos fiéis e a  intensidade do culto são únicas. É um programão para conhecer mais da cultura negra nos EUA.

Outro ponto interessante do Harlem é caminhar pela rua 125. Ali está o famoso Apollo Theater, local onde já se apresentaram nomes muito importantes e de renome. A partir de 1934, foi o primeiro teatro a receber artistas afro para apresentações. Ele foi reaberto recentemente após uma reforma.

thumb_IMG_8425_1024

Pela 125 St vale também observar todos os tipos de lojas voltados aos afros, seja para cabelos ou roupas em tamanhos maiores, já que por ali ter corpão violão e com volume é o normal.

thumb_IMG_8422_1024

Depois fomos andando até uma casa clássica de jazz para tomar um brunch ao som de um jazz. Escolhemos o Minton`s e fizemos reserva antecipada. No lugar achamos uma portinha e entramos. Uau! Por dentro, o lugar é demais. Criado em 1938, essa casa foi um dos mais importantes berços do jazz no Harlem.

thumb_IMG_8434_1024

Para beber, drinks deliciosos. Inclusive um chamado “Garota de Ipanema”. Para comer, pedimos sugestões e fomos em comidas típicas do Harlem e nos clássicos do restaurante. Grilled Roti Pizza é uma pizza que leva queijo, ovo e rabada. Não esperava muito não, mas estava sensacional!!! Também pedimos um Mac & Cheese e Okra Fries que é quiabo frito. Complementamos o pedido com a Caribbean Toast, torrada com coco, rum e maçã.

thumb_IMG_8430_1024thumb_IMG_8432_1024thumb_IMG_8433_1024

Depois de duas horas curtindo o jazz, saímos e fomos andando em direção a 112 St, já na fronteira com o Upper West Side, passando pelo Morningside Park. O parque parece ser bem bonito, mas não ficamos muito tempo pois seguimos para o objetivo da andança.

thumb_IMG_8439_1024

Foi assim que chegamos a Cathedral Church of St John the Divine. De 1892, a igreja é enorme e bem bonita. Bastante imponente, é a quarta maior igreja do mundo! Por dentro, está um órgão bem antigo. Para visitar é preciso pagar e nós acabamos não entrando.

thumb_IMG_8445_1024

Saímos dali direto para o metrô, terminando nosso passeio por essa região. Não deixem de conhecer o Harlem e sua cultura tão peculiar quando estiver em NY!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s