Percorrendo a Freedom Trail em Boston

Boston, uma grata surpresa nos EUA. Cidade grande, mas acolhedora. Cheia de história. Fundada em 1630 com a  chegada os ingleses que vinham em busca de liberdade religiosa. A cidade esteve muito ligada à independência dos EUA. Para os turistas conhecerem melhor esta parte da história, os principais atrativos de Boston estão organizados em um caminho chamado de Freedom Trail, relembrando os momentos ligados à independência do país.

thumb_IMG_8389_1024

Boston e seus prédios de tijolinho

Para seguir a trilha, basta percorrer esta linha:

thumb_IMG_8300_1024

Seguimos exatamente a ordem, visitando:

Boston Common: o parque público mais antigo dos EUA. Palco de enforcamentos no passado, serviu, também, para o acampamento das tropas inglesas na Revolução que resultou na independência.

thumb_IMG_8297_1024

Massachusetts State House: onde funciona a Assembléia, possui um domo dourado imponente. Vale reparar na cena retratada do outro lado da rua.

thumb_IMG_8302_1024 thumb_IMG_8305_1024

Park Street Church: criada em 1809, a igreja fica em cima do antigo celeiro da cidade. Durante a revolução de 1812, armamentos e munição foram guardados na sua cripta.

thumb_IMG_8308_1024 thumb_IMG_8312_1024

King`s Chapel: uma capela inicialmente feita de madeira, em 1668. Posteriormente, foi ampliada. Na construção atual, há alguns resquícios da antiga capela. Por dentro, há espécies de camarotes para cada família nobre. Os escravos ficavam perto do cemitério.

thumb_IMG_8320_1024

thumb_IMG_8325_1024

Granary Burying Ground: cemitério bem no meio do centro histórico. Alguns famosos líderes estão enterrados ali, como Samuel Adams e Paul Revere.

thumb_IMG_8316_1024

Boston Latin School e Ben Franklyn Statue: logo atrás da capela anterior, fica a escola latina de Boston. A mais antiga da cidade, foi onde estudou alguns signatários da declaração da independência: Ben Franklyn, Samuel Adams, John Hancock e Robert Treat Paine. Na frente está a estátua de Ben Franklyn, nascido em Boston e o responsável por assinar a declaração de independência.

thumb_IMG_8329_1024 thumb_IMG_8331_1024

The Old Corner Bookstore: aqui funcionava a livraria mais antiga da cidade e hoje funciona uma rede de fast food.

thumb_IMG_8335_1024

The Old South Meeting House: lugar de encontro para orações e onde os revolucionários do passado se reuniam. Dentro é possível visitar uma exposição sobre a Revolta do Chá que aconteceu em Boston. Nesta revolta, os locais derramaram carregamentos de chá ao mar, insatisfeitos com os impostos. Foi um dos movimentos que mais contribuíram para a independência.

thumb_IMG_8336_1024

The Old State House: este é o prédio público mais antigo de Boston, onde funcionava a prefeitura. Da sacada deste prédio, a declaração de independência foi lida, após ser assinada na Filadélfia. O massacre de Boston (exército britânico assassinou cinco civis em 1770) ocorreu aqui perto, no ponto onde há um marco no chão.

thumb_IMG_8342_1024 thumb_IMG_8343_1024

Faneuil Hall: construído por um comerciante, que vivia no segundo andar. Hoje é um animado ponto de encontro de turistas e locais que passam pelo Quincy Market, famoso mercado onde podemos comer de tudo. Foi aqui nossa pausa para almoço. Não deixe de provar a típica clam chowder. Do lado de fora, ficam mesas para sentarmos, além de mesas de ping pong e sinuca para uma diversão.

thumb_IMG_8345_1024 thumb_IMG_8346_1024

Deste ponto, andamos um tempo em direção ao bairro italiano conhecido como North End. Aqui é o local para restaurantes e comidas italianas.

Paul Revere’s House: ele foi um artesão, famoso na sua época, que teve papel importante na independência. Em abril de 1775, tropas britânicas se aproximaram pelo mar para invadir a cidade vizinha de Lexington e prender os líderes revolucionários. Revere atravessou o rio e na calada da noite galopou até Lexington para avisá-los. Desta forma milícias puderam se organizar e enfrentar os ingleses, iniciando a chamada Revolução Americana.  Na casa que vemos, ele viveu com sua família e filhos.

thumb_IMG_8356_1024

Achei esta esquina um charme!

thumb_IMG_8357_1024

Eis que uma pausa se faz necessária! Hora de provar o Canolis do Mike’s Pastry. Doce tipicamente italiano. A loja é completamente entupida, mas vale entrar ali e comprar uns docinhos para uma pausa merecida.

thumb_IMG_8362_1024

Old North Church: do alto do campanário desta igreja, um vigia balançou dois lampiões dando o sinal a Revere para iniciar seu galope que entrou para a História.

thumb_IMG_8371_1024

Cop’s Hill Ground: um cemitério que promete uma boa vista (só que eu não a achei).

thumb_IMG_8374_1024

Agora o caminho é longo, pois é hora de atravessar a ponte sobre o rio. Olha que vista linda do bairro italiano que fica para trás.

thumb_IMG_8376_1024

thumb_IMG_8377_1024

thumb_IMG_8378_1024Do outro lado, encontramos um bairro residencial, com mais prédios de tijolos e uma atmosfera muito gostosa. Amei Boston!

thumb_IMG_8389_1024

Bunker Hill Monument: A Batalha de Bunker Hill aconteceu durante a Guerra Revolucionária em 1775. Os ingleses venceram, mas na batalha os americanos perceberam que podiam ganhar a guerra. Este monumento fica no lugar desta batalha. É possível subir, mas demos um descanso às nossas cansadas pernas.

thumb_IMG_8386_1024

USS Constitution: ponto final da trilha. Aqui funciona um museu e está um navio de guerra usado em 1812.

thumb_IMG_8390_1024 thumb_IMG_8393_1024

Ao lado deste ponto, é possível pegar um barco para voltar para a Long Wharf.

Para percorrer a trilha inteira, como fizemos, foi preciso um dia inteiro de passeio e muita caminhada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s