Viva Colômbia, a low cost colombiana

Viajar pela Colômbia se tornou bem mais acessível com a chegada da Viva Colômbia, cujo um dos sócios é a famosa Ryanair, low cost européia.

Quando fui comprar as nossas passagens internas pesquisei muito, vendo Avianca, Copa Airlines, Lan mas nenhuma tinha preços tão competitivos quanto a Viva Colômbia.

Nós fizemos dois trechos internos, usando esta companhia:

  • Cartagena – Ilha San Andrés
  • Ilha Sán Andrés – Bogotá

O trecho entre Cartagena e San Andrés era recente e tinha acabado de ser lançado pela empresa. Isso facilita muito a vida dos viajantes porque a única empresa que fazia esse trecho direto era a Copa Airlines e o preço era muito caro!

Mas nem tudo são flores… Como toda low cost, o preço não inclui quase nada.

Compras:

Depois de escolher seu vôo, vem a parte dos extras. Pagando a mais é possível despachar mala, reservar assento, ter prioridade de embarque, ter prioridade de check in, comprar comida e até incluir um seguro.

Aqui vale uma ressalva! Está escrito que é permitida uma mala de mão. Para mim, minha mala de rodinha que é exatamente do tamanho de uma mala de mão não teria problema algum. Foquei bem mais no peso. O que acontece é que a mala de mão incluída é, na verdade, do tamanho de uma mochila ou, se for de rodinha, do tamanho de uma mala de criança. Meça bem o tamanho pois se for preciso pagar por essa mala de mão extra, melhor fazer pela internet. No primeiro embarque tivemos que pagar no check in e custou três vezes mais!

Check in

No aeroporto de Cartagena a fila para embarque era uma verdadeira bagunça. Mas acredito que isso era agravado pois, para embarcar para Ilha de San Andres, é preciso pagar uma taxa. Então tinha uma fila para check in e outra só para pagar a taxa. Mas ninguém sabia direito e não havia ninguém para organizar.

Embarque

Como nós tivemos que pagar a mala de mão extra, acabamos tendo prioridade de embarque. Como eu viajava com minha avó, isso foi essencial. Em Cartagena, o embarque foi bem estranho. Passamos pelo controle das passagens e fomos andando até o avião quando uma polícia manda parar e fazer fila de homem e mulher. Depois, começa uma revista (como aquelas para entrar no Maracanã!) feita pela polícia em cada um dos passageiros.

Na Ilha de San Andrés, o embarque era muito confuso e, mais uma vez, foi ótimo ter a prioridade de embarque. Conseguimos escolher nossas poltronas na frente e no corredor, como gostamos.

Desembarque

Na Ilha de San Andrés o desembarque é muito demorado! Primeiro, uma fila enorme para mostrarmos a taxa paga. É preciso guardar o comprovante pois na saída, é preciso apresentá-lo de novo. Depois, ainda demorou bastante para sair a mala. Por último, na hora da saída, todos precisavam abrir a mala para que policiais revistassem o forro.

A Colômbia realmente faz um controle rigoroso de drogas nos aeroportos, dado todo problema que ela já sofreu e ainda sofre. Em Bogotá, por exemplo, policiais andam com cachorros por todo o embarque e desembarque.

Essa foi nossa experiência com a Viva Colombia. No final, pelo valor pago, eu realmente acho que vale a pena os perrengues incluídos!

2 comentários sobre “Viva Colômbia, a low cost colombiana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s