Chapada Diamantina: nosso roteiro de 3 dias

A Chapada mais bela do Brasil não é tão fácil de ser acessada de forma barata e tem atrações para uns 40 dias (sem repetir nada!). Mas eu morava em Salvador na época e tinha um feriado de apenas 4 dias. Queria conhecer a chapada de qualquer forma e assim fomos nós!

dsc00451

Para explorar a Chapada, a melhor cidade, ainda mais se os dias são limitados, é Lençóis. Para chegar até ela existem duas formas básicas: ônibus ou avião. Este último é operado pela Azul, entre Salvador e Lençóis. Mas é caro, bem caro! Ainda mais no feriado. Por isso, recorremos ao ônibus. Saindo de Salvador, o ônibus leva 6 horas de viagem. Saímos às 23:30 de uma quarta-feira e chegamos às 05:30 da manhã do dia seguinte em Lençóis. A volta foi pela tarde de domingo.

Lençóis é uma cidade pequena, mas que tem vários hotéis, de diferentes categorias, e alguns restaurantes e bares. Achei uma gracinha de cidade. Nós ficamos hospedados na Pouso da Trilha, uma hospedagem simples, com ótimo custo benefício e um café da manhã sensacional!

Os passeios pela região da Chapada devem ser feitos, preferencialmente, com uma agência pois tudo é longe, exige carro 4×4 e conhecimento da região. Nós reservamos os passeios com a agência Fora da Trilha. Gostei muito dos guias e dos passeios. Vamos a eles então!

DIA 1

Nesse dia, como tínhamos viajado pela madrugada, fizemos um passeio mais leve e mais perto de Lençois.

Primeira uma trilha leve para a Cachoerinha, nosso primeiro banho de cachoeira na chapada. A vista da trilha já começa a dar pistas da imensidão e lindeza da região.

Depois uma trilha para um mirante com uma vista maravilhosa em que se enxerga toda a cidade de Lençóis ao fundo.

dsc00211

Mais uma cachoeira deliciosa e com uma queda de água bem fotogênica: Cachoeira da Primavera. Nós fomos em uma época de seca e, portanto, a queda d’água não estava tão forte. Nosso guia era ótimo em sugerir fotos para a gente!

dsc00221dsc00222dsc00227dsc00228dsc00230

Agora uma trilha um pouco mais longa, de 30 minutos, para chegar aos Poços do Serrano. Águas deliciosas e geladas para dar aquela renovada.

Por último, fomos visitar o Salão das Areias Coloridas. Por conta dos diferentes minerais que existe por ali, encontramos areias de várias tonalidades.

Voltamos caminhando e chegamos na cidade de Lençóis.

DIA 2

O carro nos buscou pela manhã e, em 25 minutos, chegamos ao Rio Mucugezinho. Uma energia maravilhosa naquele lugar!

Atravessamos uma “ponte” e chegamos a Cachoeira Poço do Diabo. Por ali, há opções de atividades como tirolesa. Ou apenas um mergulho na delicioso água gelada do profundo poço.

dsc00280dsc00287dsc00290

Depois, entramos no carro para, 45 minutos depois, chegar a Gruta Lapa Doce. Fico encantada com a diversidade de atrações naturais que nosso país tem! Uma caverna grande e com várias estalactites e estalagmites. Caminhamos por uma hora por ali, com a ajuda de um lampião. Claro que, em determinada hora, ele foi apagado e experimentamos a escuridão naquela caverna.

Mais um tempo de carro e fomos em direção a fazenda da Pratinha. Por ali, almoçamos, descansamos e fomos conhecer a Gruta Azul. Que espetáculo! Aquele azul fantástico, meio turquesa, numa piscina cristalina.

dsc00376

Depois fomos para a Gruta da Pratinha e ficamos ali, encantados com aquele azul da água.

dsc00379dsc00383

Para fechar o dia com chave de ouro 50 minutos de carro até o mais famoso morro da chapada: Morro do Pai Inácio. Um verdadeiro chapadão (relembrando porque a região tem o nome de Chapada Diamantina). Uma caminhada de 20 minutos morro acima e chegamos no ponto onde podemos ter uma vista de 360 graus da região. Lindo e emocionante… Ali por cima, tem uma cruz e até uma pedra em formato de coração! Ver o pôr do sol dali foi a melhor forma de encerrar esse dia sensacional na Chapada!

dsc00391dsc00404dsc00407dsc00414dsc00419dsc00426

DIA 3

Esse dia começa com um bom tempo dentro do carro. Duas horas depois chegamos ao Poço Azul. Gente, o que falar deste lugar? De capacete e em grupo, fizemos uma descida para ficar embasbacados com aquele lugar. E a incidência do feixe de luz deixou tudo ainda mais mágico. Porém aqui não é permitido banho (uma forma de preservar a natureza!).

dsc00437dsc00442dsc00445

O almoço caseiro foi em um local com um rio onde é possível mergulhar.

dsc00472dsc00477

Depois fomos visitar o Poço Encantado. Vale lembrar que, nos dois poços, a fila é grande e se entra em pequenos grupos. Por isso, o passeio demora. Eu não consigo dizer qual dos dois poços eu mais gostei! Mas nesse se pode entrar!

dsc00479dsc00486dsc00507dsc00513

A água é tão cristalina que é possível enxergar o fundo do poço, 30 metros abaixo!  É simplesmente único e fantástico!

E assim passamos nosso três dias conhecendo a Chapada Diamantina. Se precisamos voltar? Com certeza! Faltam muitas e muitas atrações fantásticas para desbravar nessa região maravilhosa do Brasil!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s