Croácia: dicas práticas para organizar a viagem

A Croácia foi o primeiro país que visitamos nos Balcãs. Um país que sofreu muito na história recente em uma guerra que destruiu algumas cidades e matou muitos croatas. Mas renasceu e se reconstruiu, sendo formada por um povo simpático e aberto a todos os turistas que querem conhecer as belezas únicas desse país.

thumb_img_0494_1024

Mar cristalino é uma constante por ali

Um pouquinho de história

A região onde hoje está a Croácia já pertenceu aos gregos e ao império romano. Até que o povo conhecido como croata chegou na região no século VI. Por um tempo, eles foram independentes até serem dominados pelo Império Austro-Húngaro. Com o fim deste império, os croatas se uniram aos sérvios e eslovenos e fundaram o reino da Ioguslávia. Então vem a Segunda Guerra Mundial e o líder Tito que instala o comunismo no país. Enquanto ele estava vivo o país permaneceu unido. Com sua morte, em 1980, o socialismo começa a se desintegrar e  começam as rivalidades entres os diferentes povos da Ioguslávia. Os croatas resolvem então declarar sua independência em 1991. Os servos não aceitam e começam a invadir as regiões onde os croatas viviam, instaurando uma verdadeira guerra civil. Não teve a mesma proporção de atrocidade que ocorreu com os muçulmanos da Bósnia, mas muitas cidades, inclusive Dubrovnik, foram atacadas, e muitos civis morreram. O reconhecimento real da Croácia como país começou a ser feito por alguns países pelo mundo, mas o fim da guerra só aconteceu em 1995.

Quem são os croatas?

Os croatas são um povo amistoso, católicos em sua grande maioria e que falam um idioma bem complicado de entender. O país vem crescendo e se recuperando economicamente, mas ainda tem uma taxa alta de pessoas na linha da pobreza.

Curiosidades sobre a Croácia!

Adorei saber que esse país foi o berço da gravata! Inspirado nas roupas militares dos croatas do século XVII, o acessório surgiu para manter o pescoço fresco no verão e aquecer no inverno.

E saber que um país pequeno tem mais de 1000 ilhas? E só 100 delas são habitadas!

E aqueles fofos cachorros dálmatas? São da Croácia, da região da Dalmácia e foram espalhados pelo mundo pelos romanos.

Sabia que a menor cidade do mundo tem 20 habitantes e é da Croácia? O nome dela é Hum.

E para fechar, os croatas juram que Marco Polo, um dos ídolos de todos os viajantes, nasceu em Korcula, uma ilha croata. Mas, as más línguas italianas dizem que ele nasceu mesmo foi em Veneza…

thumb_img_4830_1024

Igreja em Zagreb com as cores da bandeira do país

Como chegar na Croácia?

Os aeroportos que recebem vôos internacionais são o de Zagreb, Split e Dubrovnik. Não há vôo direto do Brasil. Nós escolhemos chegar em Milão, pela Alitalia. De Milão, voamos pela Easyjet até Dubrovnik.

Como viajar pela Croácia?

Aqui não tem muito mistério. Para aproveitar completamente o país, o ideal é alugar um carro. Nós alugamos pela AutoEurope, site que sempre prefiro quando viajo pela Europa. Acho os preços bons e eles foram muito profissionais quando tivemos que usar, no passado, a franquia reembolsável que eles oferecem.

O ideal é começar em uma cidade mais ao extremo (Zagreb ou Dubrovnik) e devolver na outra. Por isso, simulei todas as opções e acabei não pagando taxa de retorno. Muita atenção com carro em Dubrovnik. Os estacionamentos ao redor do centro histórico são exorbitantes! Por isso, devolva logo que chegar na cidade ou, como fizemos, alugue no final da estadia (além disso reservei hospedagem com garagem).

Na questão gasolina, achei o preço razoável. Há posto por todas as principais estradas e achei muito limpo os banheiros!

As estradas da Croácia são maravilhosas! Autoestradas sem buraco algum, verdadeiro tapete. Usei Google Maps offline e funcionou muito bem. Pedágios existem, mas achei o preço justo.

Viajar de ônibus também é possível, só tira um pouco da flexibilidade. Viajar de avião entre as principais cidades também é possível.

Se quiser ver o roteiro que fizemos, dá uma olhada neste post aqui.

Hospedagens

Vou falar das nossas hospedagens em cada cidade nos posts específicos. Mas aqui queria contar que na Croácia a grande maioria das hospedagens são, na verdade, quartos ou apartamentos na casa dos locais. Impressionante como é difícil achar hotel nesse país. Como estávamos em lua de mel, eu achei que hotel seria mais interessante. Pois bem, acabamos nos hospedando em hotel em apenas uma cidade porque simplesmente não havia hotéis ace$$íveis! Mas a experiência de ficar em quartos alugados foi muito boa e bem mais intimista do que em um hotel.

Comida e Bebida

Adoro provar todas as comidas de um país! Na Croácia a beira da praia, prevalecem os frutos do mar. E como eram bons! Comemos muito peixe e lula. Em Zagreb, as comidas se tornam um pouco mais pesada, compensando um pouco o frio maior da capital. Em geral, a comida é maravilhosa e muito gostosa para o paladar brasileiro. Bebemos aqui muito vinho produzido na Croácia e cerveja local. Conto melhor no post das comidas e bebidas.

Clima

Fomos em pleno verão, julho e agosto. Pegamos MUITO calor em Dubrovnik, Split e nos Lagos Plivtice. Chegando em Zagreb o tempo virou. Pegamos chuva e frio! Para uma carioca, 12 graus em pleno verão é quase um frio polar. As cidades realmente estavam MUITO cheias pois essa é a época auge do turismo no país. Se não tivéssemos casado em julho, preferiria visitar o país em junho ou setembro.

No inverno faz realmente frio na Croácia. Para mim, visitar um país desses que está intimamente ligado ao seu litoral e suas maravilhas da natureza, no inverno, não é uma boa ideia.

thumb_img_0527_1024

Calor e muito turista no verão croata

Dinheiro

A moeda da Croácia é a Kuna. Eu levei euros e quase sempre usei sem precisar trocar. Para ter kuna preferi sacar da minha conta. O cartão de crédito era aceito em quase todos os lugares em que fomos.

O país já foi bem mais barato. Dubrovnik é uma cidade muito cara, principalmente em seu centro histórico, com uma garrafa de água chegando a custar até 20 reais. Mas no restante do país, o preço é mais baixo. Achei a capital, Zagreb, o lugar mais barato a que fomos.

Então é isso! Vamos começar a falar desse país lindo e apaixonante…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s