Bento Gonçalves: Caminho das Pedras e Piquenique

Essa viagem aconteceu há um ano, no Reveillón de 2015 para 2016. Contei neste post sobre Gramado, onde ficamos hospedados.

Um dos dias em que estivemos por lá, dedicamos a conhecer Bento Gonçalves. O caminho é um pouco longo e o ideal seria se hospedar na cidade. Mas um dia de bate e volta foi muito bem aproveitado.

thumb_img_9057_1024

Vínicola Larentis e nosso piquenique

Bento Gonçalves é uma cidade colonizada pelos italianos que migraram para o Brasil por volta de 1870. Foram eles que começaram a plantar os vinhos que tão bem se adaptaram a nossa terra e tornaram Bento Gonçalves, a terra do vinho.

Antes de visitar a parte turística, demos uma volta pelo centro da cidade. Nem de longe tem o charme de Gramado ou Canela, mas tem uma igreja imponente.

thumb_img_9013_1024

O primeiro programa que fizemos na cidade foi percorrer o Caminho das Pedras. Este caminho reúne várias casas reformadas da forma como eram quando os italianos aqui se instalaram e em cada uma funciona algo diferente. O percurso tem 7 km, mas pode levar muitas horas para percorrê-la dependendo de todas as paradinhas no caminho. Paramos na informação turística que fica logo no início e pegamos um mapa. Vamos às atrações que conhecemos:

Casa Nona Ludia: foi construída em 1880 e hoje abriga um restaurante com muita comida italiana deliciosa. Não comemos por aqui, mas a fila de espera denuncia as delícias que estão por ali. No quintal fica uma árvore centenária chamada de Umbu. Os primeiros imigrantes, chegando aqui sem dinheiro e sem nada, dormiam no interior da árvore!

Casa das Massas e do Artesanato: replicando a casa de 1910 que ficava em Farroupilha, abriga uma loja de massas e artesanato no primeiro andar e um pequeno museu no segundo com as ferramentas utilizadas pelos primeiros artesãos locais. No quintal, um moinho d`água ainda funciona como antigamente.

Casa Fracalossi: aqui funciona um café colonial e também é possível bebericar um vinho no quintal.

thumb_img_9025_1024

Casa da Tecelagem: casa de 1915 onde hoje funciona uma tecelagem. É possível ver a produção, além de comprar os produtos fabricados.

Cantina Strapazzon: para terminar o caminho das pedras fomos na casa mais antiga ainda em visitação. Aqui pagamos 5 reais e fomos conhecer as parreiras e a antiga casa onde a família vivia e produzia seus vinhos. Pudemos degustar vinhos e suco de uva e, no final, comprar todos os produtos que queríamos.

Saímos do Caminho das Pedras e fomos em direção ao Vale dos Vinhedos. Uma paisagem linda, reunindo vinícolas uma ao lado do outro. Há as industriais, como a Miolo e as mais artesanais. Nós escolhemos apenas uma pelo tempo que tínhamos. E nossa escolha foi sensacional! Decidimos fazer um piquenique no meios das parreiras! Por isso escolhi a Vinícola Larentis e reservei por e-mail o nosso piquenique.

Chegamos por lá e, primeiramente, nos foi explicado os vinhos que a vinícola produz e pudemos degustar os que queríamos. Depois escolhemos os vinhos do piquenique. É uma garrafa para cada duas pessoas.

thumb_img_9043_1024

Seguimos para um salão onde havia protetor solar e repelente, chapéus e almofadas para pegarmos a vontade. Depois, um rapaz nos levou para as parreiras e estendeu nossa toalha de xadrex. Também nos deixou nossa cesta de piquenique!

thumb_img_9046_1024thumb_img_9048_1024

Uma tábua de frios e queijos artesanais, geléia caseira e pãezinhos. Ganhamos cada um, uma taça de plástico e pronto. Ali ficamos por um bom par de horas curtindo o verde, as uvas e a comida!

thumb_img_5800_1024thumb_img_9056_1024thumb_img_9055_1024

Foi uma ótima experiência e despertou a vontade de voltar e se dedicar só a cidade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s