Parque Nacional dos Lagos Plivtice, a natureza em sua melhor forma na Croácia

Não tenho dúvida de que este é um dos pontos mais visitados da Croácia. E sua beleza realmente atrai a todos. O Parque Nacional dos Lagos Plivtice é formado por um conjunto de lagos, cachoeiras e vegetação, com cores surpreendentes.

thumb_img_0867_1024

Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco é difícil acreditar que foi neste cenário que a guerra civil de independência da Croácia começou.

Como chegar?

O parque fica entre duas importantes cidades da Croácia: Zagreb e Zadar. Muita gente faz bate e volta ao parque. Quem preferir fazer com calma, pode escolher pernoitar na cidade que tem uma quantidade razoável de hotéis.

Nós não tínhamos muito tempo. A estratégia foi sair cedo de Zadar  e seguir ao parque que dista 120 km. Levamos em torno de 1,5 hora.

Na volta, saímos por volta das 17 horas e seguimos para Zagreb, distante 130 km. Aqui demoramos um pouco mais, em torno de 2 horas. Ainda chegamos a tempo de devolver o carro na locadora.

Como funciona o parque?

Existem duas entradas no parque. A Entrada 1 fica mais perto de Zagreb e a Entrada 2 mais perto de Zadar. Chegamos nesta última.

Pegamos um dia de parque entupido!!! O estacionamento estava completamente cheio e foi preciso andar muito para achar uma vaga.

Depois hora de encarar uma fila de uma hora, debaixo de um sol daqueles, para comprar o ingresso. As filas eram bem desorganizadas e ninguém entendia direito as filas paralelas que existiam.

Depois do ingresso comprado, fomos andando para a entrada do parque. Passamos por um restaurante, por um hotel que fica ali dentro e andamos uns 10 minutos até chegar a entrada. Ali você pode escolher qual trilha quer fazer.

As trilhas chamadas de A (início na Entrada 1) e E (início na Entrada 2) são as mais curtas. O parque sugere uma duração de 2 a 3 horas. As trilhas B (início na Entrada 1) e F (início na Entrada 2) duram de 3 a 4 horas. Por fim, temos as trilhas C (início na Entrada 1) e H (início na Entrada 2) que duram de 5 a 6 horas.

Acho que as trilhas B e F são uma ótima escolha. Abrangem os chamados lagos superiores e lagos inferiores, cortando caminho por barcos. Dentro do parque, existem setas explicando para onde seguiam as trilhas. Confesso que achei confusa a sinalização, principalmente porque o parque estava muito lotada e as filas para pegar os barcos eram tenebrosas!

Nosso passeio

Peguei um mapa na internet (fonte abaixo da fonte) e fiz umas adaptações para explicar um pouco do esquema que fizemos.

No mapa abaixo da para ver que temos duas partes do lago para conhecer, os chamado Upper e os chamado Lower. As bolas amarelas são as entradas. Nós começamos pela de número 2. Assim que entramos fomos para a fila do barco 1 (vai do ponto P1 para P2). Chegando no P2 fizemos uma caminhada e voltamos para o P2 onde ficamos na fila para o outro barco, que eu chamei de Barco 2 (do P2 ao P3). No ponto P3 ficam restaurantes, lojas e banheiros. Dali, fizemos mais um trilha (em amarelo) e chegamos na entrada 1. Para voltar a entrada 2, um ônibus nos levou. Quem começa pela entrada 1 faz exatamente o roteiro inverso.

Depois deste resumo, vamos aos detalhes fotográficos dessa maravilha da natureza!

Começamos indo direto para a fila do primeiro barco (aqui levamos uns 20 minutos na fila). O lago que beira este lado já é maravilhoso, de várias tonalidades de verde. As crianças brincando coroaram a beleza da cena.

thumb_img_0771_1024

Enquanto atravessávamos o lago de barco, vimos algumas pessoas de caiaque. É possível alugar um e passear por este lindo lago.

thumb_img_0773_1024

O passeio na parte dos Upper Lake é maravilhoso! A cor da água e as cachoeiras são de uma beleza inacreditável. As trilhas são demarcadas e estavam cheias, mas conseguimos aproveitar no nosso tempo.

thumb_img_0775_1024thumb_img_0786_1024thumb_img_0785_1024

Voltamos para pegar o segundo barco. Aqui a fila estava um horror! Ninguém respeitava a ordem, o calor estava forte e o empurra empurra beirava o insuportável. Levamos quase uma hora para entrar no nosso barco. Este demora bem mais que o primeiro (em torno de 15 minutos de travessia). Passamos por algumas cachoeiras neste trecho também.

thumb_img_0795_1024

Chegando na parte dos restaurantes e banheiros, fizemos um bom pit stop. Nos esticamos na grama e lá ficamos um bom tempo relaxando.

A trilha deste lado começa passando por cachoeiras mais fortes e a cor do lago se torna de um azul esverdeado. Vimos muitos peixinhos por aqui também.

thumb_img_0810_1024thumb_img_0811_1024thumb_img_0815_1024thumb_img_0829_1024

A água se torna transparente em um determinado momento, refletindo a vegetação e as nuvens.

thumb_img_0834_1024thumb_img_0837_1024thumb_img_0836_1024thumb_img_0847_1024thumb_img_0849_1024thumb_img_0852_1024

Descemos até a maior queda d`água, que na verdade não nos impressionou tanto.

thumb_img_0861_1024thumb_img_0858_1024

O incrível para mim era a tonalidade daquela água e o cenário como um todo que parecia um quadro.

thumb_img_0866_1024

A trilha vai subindo e começamos a observar, do alto, a trilha que fizemos abaixo.

thumb_img_0883_1024thumb_img_0886_1024thumb_img_0877_1024thumb_img_0892_1024

E assim, terminamos nosso passeio. Saímos no final da tarde e fomos para Zagreb.

Os lagos Plivtice são de uma beleza extrema, possuem uma cor maravilhosa (dizem que em cada estação do ano a cor é de um jeito) e são uma síntese do quão incrível é a natureza!

thumb_img_0895_1024

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s