Castelo de Predjama e Cavernas de Postojna: passeios incríveis na Eslovênia

A Eslovênia é uma caixinha de surpresa. Um país pequenino, mas que surpreende a cada atração. Pois então vamos conhecer o primeiro passeio que fizemos por lá: Castelo de Predjama e Cavernas de Postojna.

thumb_img_0971_1024

Castelo de Predjama

Distante 60 km da capital Ljubliana, fica um castelo muito curioso. Simplesmente ele é construída em uma rocha. Algo difícil de entender, mas basta olhar a foto para ver que feito incrível.

thumb_img_0907_1024

Datado do século XII, em plena Idade Média, ninguém sabe ao certo como foi o início de sua história. Mas histórias não faltam depois disso. Uma delas conta que, no século XV, Erasmus, na época proprietário do castelo, assassinou um parente do imperador austro-húngaro. O próprio mandou matarem Erasmus e ele, muito espertinho, se escondeu na parte debaixo do castelo. Não foi achado, mas depois de um tempo foi entregue por um dos seus servos! Reza a lenda que o castelo possuía, inclusive, uma passagem secreta que desembocava no rio que corria ali embaixo.

O mais interessante, sem dúvida, é a vista de fora do castelo. Não entramos e não posso dar minha opinião. Mas li que o interior não é tão interessante. Fomos de carro e paramos bem perto do castelo. Estacionamento gratuito.

thumb_img_0910_1024

Cavernas Postojna

Distante 10 km do castelo, estão as maiores cavernas visitáveis da Europa. Uma infraestrutura maravilhosa para qualquer idade aproveitar.

thumb_img_1003_1024

O complexo de cavernas foi descoberto no século XVII. Em 1818, resolveu-se preparar o conjunto de cavernas para o imperador austro-húngaro visitá-lo. Nessa hora, viram que o tamanho da caverna era ainda maior! Ferdinando, o arquiduque austríaco, foi o primeiro turista das cavernas, em 1819.

Em 1872, inauguraram o primeiro trenzinho para levar turistas por dentro, com os guias empurrando. A iluminação era feita por velas. Até que, em 1884, chegou a luz elétrica por ali (antes mesmo de chegar à capital!). O trenzinho evoluiu e hoje é elétrico.

No total há 21 km de cavernas, sendo apenas 5 km aberto ao público.

Para começar a visita é recomendável reservar os ingressos com antecedência pela internet. Nesse momento escolhe-se a hora da visita.

Os estacionamentos para carro são enormes e ficam há uns 15 minutos andando da entrada. São pagos.

Chegamos por ali e trocamos nosso ingresso online na bilheteria. Há todo um conjunto de lanchonetes, restaurantes, lojinhas de souvenir e banheiros ali fora.

Na hora do nosso tour fomos em direção ao nosso grupo. Eles recomendam usar casaco e eu concordo que é imprescindível! Para quem não levou, eles alugam na entrada uns casacos. Teve gente achando que não precisava e passou um bom frio ali dentro.

thumb_img_1066_1024

Na entrada/saída, usando meu casaco

A primeira parte do passeio é feita dentro de um trenzinho elétrico, percorrendo 3,5 km. A velocidade chega a ficar bem rápida em alguns momentos. O momento mais legal é quando passamos pela chamada Catedral.

thumb_img_0949_1024

Fim do trenzinho e somos divididos em grupos. Nossa guia era ótima e sabia muito sobre as cavernas. O passeio aqui é a pé, em um espaço bem amplo e muito bem demarcado. São muitas histórias e muitas estalactites (que nascem do teto) e estalagmites (nascem do chão) para observar.

thumb_img_0964_1024thumb_img_0978_1024thumb_img_0989_1024

Em cada pedaço, a guia vai explicando os nomes que normalmente remetem ao formato e ás cores das formações por ali.

São formatos e cores incríveis, que valem todo o passeio!

O símbolo das cavernas é o chamado Brilhante que realmente é bem incrível e brilhante!kkk

No final, chegamos a Sala dos Concertos. Por ali realmente ocorrem alguns concertos pois a acústica é perfeita!

thumb_img_1060_1024

Ali fica um aquário onde é possível conhecer o Proteus. Um bichinho bem diferente e que só vive ali naquela caverna. Ele consegue viver anos sem se alimentar e por isso sobrevive por ali. Não é possível fotografa-los pois eles precisam do escuro para viver. Mas basta clicar aqui que dá para ter uma ideia do bichinho.

Logo ao lado tinha uma lojinha de souvenir e pegamos o trenzinho de volta.

O passeio dura em torno de uma hora e é realmente incrível! Vale muito o passeio de bate e volta a este lugar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s