Rothenburg ob der Tauber: Segundo Dia (Parte 2) pela Rota Romântica na Alemanha

A joia da Rota Romântica tem o nome de Rothenburg ob der Tauber, que significa a cidade sobre o Rio Tauber. Para mim, é uma verdadeira cidade de contos de fadas, remetendo às imagens que sempre tive dos contos infantis.

thumb_IMG_1945_1024

A cidade se desenvolveu a partir de 1170, sendo uma das maiores cidades da Bavaria até final do século XV. Durante a Guerra dos Trinta Anos, em 1631, o general Tilly desafiou o prefeito da cidade a beber de uma só vez 3,25 litros de vinho. Se fizesse isso, não iriam invadir o local. Pois bem, foi lá o prefeito e fez o feito, o que garantiu Rothenburg ob der Tauber intacta como vemos hoje.

O centro histórico da cidade é cercado por muralhas. Por isso, o melhor por ali é realmente bater perna. O ideal é dormir por aqui um dia e conhecer o clima noturno da cidade.

A praça principal da cidade, Marktplatz, tem alguns dos prédios mais bonitos da cidade. O Ratstrinkstube era a antiga Câmara Municipal. O relógio que fica no alto, de 1631, toca a cada hora entre 10 da manhã e 10 da noite e retrata a cena do prefeito bebendo o vinho que salvou a cidade. Hoje funciona no prédio o centro de informações turísticas. O Rathaus, ou prefeitura, fica logo ao lado. Ela é composta por uma parte barroca e outra da Renascença. É possível subir a torre e ver a cidade do alto.

thumb_IMG_1915_1024

Marktplatz

thumb_IMG_1916_1024

Antiga Câmara Municipal com Relógio ao alto

thumb_IMG_1929_1024

Prefeitura

Se quiser participar de um tour diferente, toda noite, entre março e dezembro, acontece um tour às 20 hrs, guiado por um “vigia noturno” da cidade. Os guias se vestem como os vigias noturnos que cuidavam da cidade durante a Idade Média.

Em um canto da praça, onde fica a fonte de São Jorge, estão duas casas bem típicas da arquitetura da Bavaria. Uma delas era onde ocorriam as celebrações e festas dos mais ricos, enquanto os mercadores ficavam ali embaixo vendendo seus produtos.

thumb_IMG_1924_1024

Um dos pontos mais fotografados da cidade, inclusive a foto que é a capa do meu guia Lonely Planet da Alemanha, é a esquina chamada Plonlein ou Little Square. No ponto onde duas vias se encontram, fica uma linda casa amarela. Na rua de cima, ao fundo, está a Siebers Tower de 1385 e na rua debaixo fica o Portão de Kobolzell, de 1360.

thumb_IMG_0133_1024

De dia

thumb_IMG_1962_1024

De noite

A Igreja de St Jacob, do século XIV, domina a paisagem da cidade. É preciso pagar a entrada. Vale a pena pelo altar dos 12 apóstolos todo feito em madeira.

thumb_IMG_1991_1024

A igreja pela noite

thumb_IMG_1995_1024

Detalhes da igreja

Outra atração imperdível na cidade é caminhar pelas muralhas. Há alguns pontos para subir e descer e não é preciso pagar nada.

thumb_IMG_0054_1024

Caminhando pelas muralhas

thumb_IMG_0058_1024

Casinhas vistas do alto

thumb_IMG_0063_1024

Detalhes de alguns pontos da muralha

thumb_IMG_0065_1024thumb_IMG_0073_1024

 

Um dos mais interessantes é o Burgtor que dá acesso ao Burggarten, um jardim lindo que ficava onde era o castelo que existia na Idade Média. Tem vistas muito bonitas da cidade.

Um lugar imperdível a se visitar é a loja Käthe Wohlfahrt, que representa o eterno Natal desta cidade. Uma loja maravilhosa! Dá vontade de comprar absolutamente todos os enfeites natalinos que tem por ali… Por ali também funciona um Museu sobre o Natal.

No mais, vale muito andar sem rumo, olhando as lojas e vitrines incríveis cheias de relógios kukos, enfeites e os canecões típicos da região.

No quesito comidas, jantamos no Restaurant Alter Keller. Comidas tipicamente alemãs, como joelho de porco e batatas. Só não chegue tarde! O restaurante estava quase fechando quando chegamos e eram apenas 21:30 da noite!

Um doce muito famoso da cidade é o Schneeball, que se assemelha a uma bola de neve. Tem de diferentes sabores e vale prová-las.

Por último, a dica de onde dormir. Nosso hotel era muito bom. Ficava numa construção estilo Bavaria, perto da Marktplatz. O nome é Historik Hotel Gotisches Haus garni. Ficamos em um quarto com decoração de acordo com o local, meio antiga, imitando um castelo. O quarto era pequeno pois escolhemos o mais barato. O café da manhã é excepcional. Até champagne tinha! E o local do café tem lustres, mesas e cadeiras com decoração de uma construção antiga. Não tem como estacionar por ali. Fomos de carro até perto deixar as malas, mas passamos por ruas super estreitas. Depois deixamos o carro em um estacionamento público indicado pelo hotel.

Não deixe de conhecer Rothenburg ob der Tauber e, se possível, durma por aqui. A cidade é a cara da Rota Romântica.

thumb_IMG_0022_1024thumb_IMG_1986_1024

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s