Thonburi Food and Canal Tour: um tour diferente em Bangkok

Bangkok é famosa por seus mercados, principalmente aqueles que ficam à beira dos rios e são visitados de barco por turistas. Li tanta gente que visitava os mesmos mercados e que dizia que era tudo feito para turista. Aquilo me desanimava um pouco pois queria algo mais autêntico.

thumb_IMG_0078_1024-min

Um passeio de barco autêntico em Bangkok

Procurando pela internet por tours que envolviam comida (queria muito provar todas aquelas comidas típicas!) cheguei ao site da Bangkok Food Tours e descobri o novo tour que eles ofereciam: Thonburi Food and Canal Tour.

O grande diferencial é que este passeio acontece em Thon Buri, uma região nada turística de Bangkok, mas muito importante. Esta região já foi a capital da Tailândia por alguns anos e foi onde a grande Bangkok começou. Aqui teríamos a oportunidade de conhecer os tailandeses na sua vida real e mercados feitos para o povo e não para os turistas.

Fiz nossa reserva pela internet e recebi o voucher por e-mail. O passeio não é uma pechincha mas, depois que o fizemos, achamos o valor justo tanto pelo passeio quanto pelas milhares de comida que provamos!!!

O passeio começa na estação de metrô BTS Talat Phlu Station. Recebemos o mapa por e-mail explicando como chegar e onde encontrar o guia. Nosso hotel ficava perto de uma estação BTS. Em 30 minutos saímos do nosso hotel e chegamos ao ponto de encontro, às 8:45 a.m.

Encontramos nossa guia e, para nossa surpresa, só havia nós dois no tour! Por um lado foi bom porque fizemos no nosso ritmo. Mas, por outro, tínhamos apenas nós dois e a guia o tempo inteiro e o inglês dela era bem difícil de entender. Tínhamos que ficar prestando muita atenção para entender tudo que ela dizia. Nossa guia era muito querida. Uma jovem, estudante, que nos ensinou muito sobre o povo tailandês.

Saímos da estação e já experimentamos o primeiro transporte local: o ônibus tuk tuk. Na verdade é um tuk tuk um pouco maior em que as pessoas fazem sinal em qualquer lugar, entram na parte de trás e apertam a campainha quando quiserem descer. Fomos em direção ao mercado de Thonburi que fica à margem de uma estação de trem. O povo vem de regiões mais distantes da cidade, de trem, trabalhar nesta região que é mais central. O dia em que fomos era um feriado e o movimento era bem pequeno.

Nossa guia foi nos mostrando as barracas de comida e explicando essa relação forte dos tailandesdes com a comida de rua. É tão barato comer pela rua que o povo quase não cozinha em casa. Além disso, eles não tem muito essa divisão café da manhã, almoço e jantar como temos por aqui. Eles comem o dia inteiro! E comem comida de verdade mesmo que sejam 8 hrs da manhã!

É impossível saber o nome de tudo que comi, mas fiz questão de registrar com fotos. A guia ia nos mostrando as comidas e comprando pequenas quantidades para viagem. Entramos em um restaurante local cujo cozinheiro é super famoso pelo prato que faz e que provamos: uma espécie de sopa com carne em bolinhas (como almôndega). Para acompanhar, os quitutes que a guia comprou nas barraquinhas: espetinhos de carne de porco e uma espécie de bolinho de arroz. Tudo com muito tempero… e as 9:30 da manhã! Que café da manhã!

thumb_IMG_0045_1024-min

O cozinheiro famoso

thumb_IMG_0046_1024-minthumb_IMG_0047_1024-min

Passamos em outra lojinha famosa pelos doces onde a guia garantiu nossas sobremesas, que comeríamos mais a frente. E fomos para mais um local provar outra comida típica. Nesse restaurante trabalhava uma jovem mãe e seus dois filhos pequenos ficavam correndo por ali. Que crianças mais lindas! A comida era para ser montada. Eram rolinhos de alga de arroz. Vinha muita salada, as algas de arroz e um prato cheio de recheios (carne, pimentão, abacate entre outros), além de um molho bem apimentado!

thumb_IMG_0049_1024-min

Sobremesa garantida

thumb_IMG_0051_1024-min

Fazendo rolinhos de arroz

A experiência gastronômica foi incrível. Mas o melhor foi conhecer tailandeses tão amorosos que, mesmo sem falar uma palavra em inglês, faziam questão de nos cumprimentar e sorrir. Nossa guia nos deu aulas sobre esse povo que tanto me encantou. Explicou a relação de amor que sentem pelo rei falecido. Ela mesmo falando dele com tanta paixão, como de uma filha por um pai. Aprendemos que o cumprimento típico tailandes (duas mãozinhas juntas e reclinando a cabeça) tem três formas: uma para quando se está diante do rei, outra quando se está diante dos familiares mais velhos e a terceira que é a popular e que usamos com todos.

A próxima visita foi ao templo Wat Rakang. Sem turista algum, foi um momento de ver todo o fervor que os tailandeses tem pela religião. Vimos monges cantando enquanto recebiam ofertas e um monge abençoando um carro novo. Em qualquer momento importante na vida de um budista, ele pede benção a um monge. O jovem tinha um carro novo e levou para ser abençoado acompanhado dos seus pais.

thumb_IMG_0059_1024-min

Dali fomos a um outro mercado local. Este lugar lembrou muito uma feira brasileira. Europeus que não estão acostumados ficam enlouquecidos com tantas frutas, verduras e aquele caos. Para nós, essa parte foi mais interessante para observar os tailandeses no seu dia a dia normal. Este mercado fica ao lado do rio Chao Praya e ali sentamos para tomar um típico café tailandês (que vem com leite condensado) e comer as sobremesas que nossa guia havia comprado mais cedo. Um parecia uma gelatina e achei médio. O outro achei muito gostoso e tinha arroz, leite condensado e algo que lembrava uma cocada.

thumb_IMG_0067_1024-minthumb_IMG_0066_1024-min

Dali entramos no barco e fomos percorrendo o rio Chao Praya observando a vida cotidiana correndo na beira do rio. Templos, casas, crianças brincando.

thumb_IMG_0116_1024-min

thumb_IMG_0079_1024-min

Templo pelo caminho

thumb_IMG_0122_1024-min

Vida normal por ali

Saltamos em um outro templo que fica numa área muito agradável, com verde e paz. Na beira do rio desse templo há um restaurante. E mais comida! Dessa vez quase um almoço: camarão com molho tailandês e arroz e um frango a moda local.

thumb_IMG_0082_1024-minthumb_IMG_0085_1024-minthumb_IMG_0087_1024-minthumb_IMG_0089_1024-minthumb_IMG_0090_1024-min

Depois fomos conhecer um local chamada Casa do Artista. Um lugar diferente, na beira do rio. A ideia do local é ser um espaço para arte e para artistas. Há exposições de artistas locais, além de muito ambiente para sentar, relaxar e se inspirar. No dia em que fomos não aconteceu pois era feriado, mas há apresentações de teatro com marionetes tailandesas. É possível comprar comidas para os peixes e ficar sentado na beira do rio os alimentando.

thumb_IMG_0098_1024-minthumb_IMG_0093_1024-minthumb_IMG_0097_1024-minthumb_IMG_0103_1024-minthumb_IMG_0107_1024-minthumb_IMG_0104_1024-minthumb_IMG_0111_1024-min

Ali conhecemos uma senhora encantadora! Ela e seu marido moram ali do lado, numa pequena casa na beira do rio, e vendem doces. Foi a hora da guia comprar mais doces: de tamarindo e de manga. Nesse ponto estávamos completamente satisfeitos de comida! Mas, sempre há espaço para provar mais alguma coisa né?

thumb_IMG_0110_1024-min

Para terminar o passeio, voltamos para o barco e seguimos vendo a vida dos tailandeses.

thumb_IMG_0123_1024-min

E ele gritava “eu amo vocês” para a gente

thumb_IMG_0118_1024-min

Vendedora por ali

thumb_IMG_0119_1024-min

Até jacaré está calmo por ali

Saltamos para pegar mais um tuk tuk e seguir até o Tha Chang Pier, onde o passeio termina. Antes, nossa guia nos deu mais uma comida! Na verdade uma bebida que se toma de colherzinha. Um pouco doce e bem típico para todo tailandês. Dali fomos andando até o píer, onde ela nos deixou para atravessarmos para o outro lado e saltarmos no lugar do Grand Palace.

thumb_IMG_0126_1024-min

O passeio foi muito especial! Conhecemos uma Bangkok calma, sem turistas, com paz e moradores na sua vida cotidiana. Conhecemos pessoas encantadoras e inspiradoras. E, claro, provamos muito mais comida local do que poderíamos imaginar existir.

Vale lembrar que tudo está incluído no passeio. Não pagamos nada a mais. Até quando quisemos água, a guia comprou para a gente. E a comida foi tanta que não comemos mais nada no dia todo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s