Luang Prabang, no Laos: post resumo com nosso roteiro, hotel e dicas

Laos, um país muitas vezes desconhecido. Depois da nossa visita a ele, só posso dizer que ganhou um pedacinho especial dos nossos corações. Conhecemos apenas uma cidade, Luang Prabang, mas que cidade! Calma e linda na medida certa para relaxar e absorver a cultura asiática em sua raiz.

thumb_IMG_7147_1024-min

Rio Mekong em Luang Prabang

O Laos se abriu há pouco para os turistas e a principal cidade visitada é Luang Prabang. Ela não é a capital. Esta é Vientiane, também visitada por alguns. Nós, infelizmente, não tínhamos tempo suficiente e dedicamos quatro dias apenas a Luang Prabang.

História

O povo conhecido como laosiano se originou da China e se deslocou para a região da Indochina devido à pressão dos mongóis. Por ali, fundaram o seu primeiro reino. Em 1353 ocorreu o casamento entre a filha do rei khmer (de Angkor Wat, a cidade mais poderosa da região na época) e o príncipe laosiano. Com esta aliança, surgiu o apoio para ser criado o reino independente de Lan Xang cujo nome quer dizer a terra dos mil elefantes. A capital nesta época foi Luang Prabang.

Lan Xang foi crescendo, anexou áreas da Tailândia como Chiang Mai e transferiu a capital pata Vientiane em 1563. Seguiram-se anos de prosperidade com posterior declínio pela invasão dos birmaneses (Myanmar) e dos siameses (Tailândia). Em 1887, o rei do Laos pediu ajuda a França, que já dominava o Vietnã, contra os siameses. Assim, se iniciou o domínio francês no país que durou até 1949.

Dez anos depois, uma Guerra Civil estourou no país entre os monarquista, apoiadas pelos EUA, e os comunistas, apoiados pela União Soviética. O Laos participou da Guerra do Vietnã, contra os EUA. Por essa razão sofreu bombardeios sucessivos dos americanos. Inclusive, o Laos é o país mais bombardeado da história, em termos per capita! O país se tornou comunista, perdeu a ajuda americana, estava destruído pelos bombardeios e ainda teve uma gravíssima seca em 1977. O país se tornou um dos mais pobres do mundo.

Embora ainda seja socialista hoje em dia e só tenha um partido, a partir de 1990 houve uma afrouxamento da política. Os EUA reataram relações com o país. E assim, o Laos vem tentando se desenvolver e diminuir os graves problemas sociais e econômicos que sofre ainda hoje.

thumb_IMG_0592_1024-min

Nos arredores de Luang Prabang

Luang Prabang

Declarada patrimônio mundial da humanidade pela Unesco, em 1995, pela sua arquitetura e beleza, Luang Prabang é o pólo turístico do país. A cidade foi muito influenciada pela arquitetura francesa, época em que atingiu seu esplendor (apesar de não ser a capital do país).

Além disso, ela é banhada pelo Rio Mekong e cercada por montanhas, o que contribui para a beleza. O budismo, religião predominante no país, se faz presente nos 33 templos espalhados pela cidade.

thumb_IMG_0955_1024-min

Restaurantes na beira do Mekong

Como chegar e Transporte na Cidade

Há vôos diretos para Luang Prabang vindos de algumas cidades do Sudeste Asiático. Nós voamos desde Bangkok pela Air Asia (pagando $ 55,69 por pessoa, com uma mala incluída) e saímos do país direto para Siem Reap pela Vietnam Airlines ($ 110 por pessoa). O país exige visto, que é tirado na chegada ao aeroporto, como contei aqui.

thumb_IMG_7144_1024-min

A vista chegando em Luang Prabang

Para ir do aeroporto até nossa pousada, nós contratamos uma van oferecida pelo hotel. Eles demoraram bastante para chegar, mas deu tudo certo. Aproveitamos para trocar algum dinheiro no aeroporto enquanto esperávamos.

Clima

Nós fomos em fevereiro para o Laos, melhor época (olha aqui post que fala das monções). Aqui foi o lugar que menos sentimos calor, apesar de ser quente durante o dia. Mas de noite e de manhã bem cedo fazia frio! Usamos casaco aqui e ele não segurou muito não (eu só tinha levado um casaquinho fino).

Hotel

O país se abriu há pouco para o turismo mas, nem por isso, há poucas opções de hotéis. Nós ficamos no Nocknoy Lanexang Guesthouse. O hotel fica muito bem localizado, dando para fazer tudo a pé. O quarto era simples mas com tudo que precisávamos. Ganhávamos duas garrafinhas de água todo dia. Mas dois pontos ruins do quarto eram a falta de uma cortina/box no chuveiro, molhando o banheiro enquanto tomávamos banho e o cheiro de esgoto terrível que ficava no banheiro. O tratamento de esgoto na cidade é bem precário e, por isso, o cheiro sobe e fica bem ruim. Apesar do banheiro ser muito limpo e a limpeza ser feita todo dia, o cheiro surgia depois de um tempo. Mas, ainda bem, ele não chegava no quarto ficando restrito ao banheiro. Agora dois pontos muito incríveis do hotel. Um foi o carinho e a simpatia do casal atendente. Apesar de falarem inglês bem enrolados, eles tinham sempre um sorriso no rosto e faziam tudo para nos agradar. O filho deles era uma fofura! O outro ponto era o café da manhã. Havia um menu com umas 12 opções e bem agradáveis para nós ocidentais (omelete, pão, frutas etc). Todas acompanhadas de suco, leite, café.

Nosso roteiro resumido na cidade

Primeira Dia

Nosso vôo chegou no final da tarde em Luang Prabang. Depois de check in e de nos ajeitarmos fomos andar na beira do rio Mekong. Esta é uma parte deliciosa da cidade, com alguns restaurantes espalhados por ali. Fomos presenteados por um pôr do sol lindo.

thumb_IMG_7149_1024-min

Pela noite fomos jantar no Tamarind onde provamos uma degustação de comidas típicas laosianas. Incrível!

thumb_IMG_7157_1024-min

Segundo Dia

Esse dia foi dedicado a dois passeios clássicos em Luang Prabang. Fechamos um tour que nos buscou no hotel às 8 horas.

Primeiros fomos visitar um santuário de elefantes (post aqui). O Laos é o país dos mil elefantes. Estes animais sempre tiveram um papel muito importante na vida dos asiáticos. Assim como os ocidentais usavam seus cavalos para se transportar ou ir a guerra, os asiáticos faziam isso com os elefantes. No passado recente, havia uma cassação a estes animais. Hoje em dia, com o turismo, essa caça diminuiu. Mas é importante escolher um lugar que não maltrate os animais. No lugar que fomos só vimos elefantes soltos e muito bem tratados.

thumb_IMG_0336_1024-min

O lugar é incrível! Um espaço enorme, a beira do rio Mekong. Ali funciona um hotel também, com cabanas na beira do rio para um verdadeiro descanso. Alimentamos os elefantes, passeamos com eles e, um dos momentos mais incríveis que já vivemos, foi tomar um banho com eles!

thumb_IMG_0508_1024-minthumb_IMG_0402_1024-min

Depois, almoçamos por ali e ficamos na beira da piscina do hotel. Uma vista linda do lugar!

No início da tarde seguimos para a outra parte do passeio: conhecer as Kuang Si (post aqui). Que cachoeira incrível!

thumb_IMG_0615_1024-minthumb_IMG_0580_1024-min

Pela noite, além de andar pela cidade e passear pelo Night Market (o mais legal que visitamos na viagem toda), fomos jantar no Manda de Laos. Um restaurante maravilhoso, lindo e com uma comida saborosíssima.

thumb_IMG_7283_1024-min

thumb_IMG_0890_1024-min

Terceiro Dia

O dia começou cedo, as 5:30 da manhã, para ver a Ronda das Almas. Os monges saem às ruas nesta hora para receberem a comida que os alimentará pelo resto do dia. Emocionante mesmo com muitos turistas estragando o momento.

thumb_IMG_0659_1024-min

Passamos o resto do dia conhecendo a cidade. Visitamos muitos dos templos. Andamos na beira do rio Mekong, atravessamos a ponte de madeira construída a cada estação seca e fomos almoçar no Utopia, um restaurante/bar com espreguiçadeiras na beira do rio (post detalhado aqui).

thumb_IMG_0705_1024-minthumb_IMG_0680_1024-minthumb_IMG_0771_1024-minthumb_IMG_0797_1024-minthumb_IMG_0806_1024-min

Fomos ver o pôr do sol de cima de cima de Phou Si. Preciso dizer mais uma vez incrível para esse país?

thumb_IMG_0847_1024-min

Pela noite, curtimos o Night Market de novo, fazendo nossas comprinhas. O jantar foi escolhido ao acaso, em um restaurante muito bom por sinal!

thumb_IMG_0877_1024-min

Quarto Dia

Aproveitamos para ver de novo a Ronda de Alma. Foi bom para escolher um lugar mais afastado e com menos turistas.

thumb_IMG_0913_1024-min

Fomos visitar o Palácio Real logo depois e dar mais uma voltinha pela cidade. Almoçamos e seguimos para o aeroporto.

thumb_IMG_0937_1024-minthumb_IMG_0950_1024-min

O Laos me surpreendeu demais! Um país de pessoas simpáticas, calmas, acolhedoras. Luang Prabang exala uma paz única. Visite esta cidade e este país antes que os turistas destruam um pouco da singularidade laosiana.

Muitos posts virão descrevendo as incríveis descobertas que fizemos por Luang Prabang!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s