Roteiro de 2,5 dias em Dubai

Como contei neste post aqui, terminamos nossa viagem ao Sudeste Asiático, feita em fevereiro de 2017, em Dubai. Foram 2 dias inteiros e mais a metade do dia em que chegamos na terra dos superlativos!

thumb_IMG_0409_1024-min

 

Dubai é interminável no número de atrações que possui e 2,5 dias não permitiram ver tudo o que gostaríamos! Mas foram dias muito bem aproveitados e, ao mesmo tempo, serviram para dar uma quebrada na longa viagem de retorno à vida normal.

Procuramos não gastar horrores nesses dias, seguindo as dicas que contei neste post. Por isso, deixamos de lado restaurantes badalados e bares descolados. Mas, posso dizer, que aproveitamos maravilhosamente bem nossa estadia!

Dia 1

O primeiro dia foi aquele no qual chegamos, após uma viagem de 7 horas vindo de Bangkok. Imigração e malas na mão, pegamos um táxi comum no aeroporto e seguimos para nosso hotel. Almoçamos por lá mesmo, descansamos e fomos desbravar o primeiro ponto famoso de Dubai.

Dubai Mall, simplesmente o maior shopping do mundo, ficava a 5 minutos a pé do nosso hotel. Nessa breve caminhada, já deu para ver vários arranhas céus, inclusive o Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo!

Dubai Mall tem apenas 1200 lojas! Imagina percorrer essa área toda? Já achei incrível começar a ver a mistura típica dos Emirados: árabes com sua túnica branca acompanhado de suas esposas com burca ao lado de meninas de saia e blusa de alça. Claro que respeitar a religião do país é muito importante. Por isso, procurei sempre usar vestidos mais compridos e nada de beijo no meio da rua.

Dentro do shopping fica um aquário! Não entramos, mas vimos peixes e tubarões passando pelo aquário principal que vai de um andar ao outro do shopping.

Há também patinação no gelo e um souq moderno e arrumado. Souq são os mercados árabes, super antigos e tradicionalmente formados por várias barracas de vendedores que são natos negociantes e que vendem de tudo!

Do lado de fora do shopping fica um grande lago cercado por restaurantes super agradáveis. O mais legal é estar ali a cada meia hora na parte da noite e assistir a maravilhosa dança das fontes de água, acompanhada de música. Bem em frente ao Burj Khalifa, temos uma síntese da grandeza dessa cidade!

Dia 2

O dia começou com uma caminhada até a estação de metro mais perto, que fica no Dubai Mall. A caminhada foi um pouco longa, mas para turista tudo vale. Pagamos um pouco mais para andar no vagão vip, que é o primeiro. Queria ficar na janela da frente e ter a vista do skyline de Dubai.

Seguimos até a estação Al Ras, na parte da cidade conhecida como Deira. Este é o bairro, junto com Bar Dubai, onde a cidade nasceu. É onde a vida ainda lembra um pouco um típico país árabe. Achei bem mais organizado que a Turquia, por exemplo, mas é um lugar ainda autêntico do país. As construções nessa região são todas de cor meio barro pois é uma forma de atenuar o calor.

Fomos caminhando seguindo nosso roteiro da Lonely Planet. Primeiro até a Heritage House, onde é recriada a casa e o cotidiano de um rico comerciante de pérola. Não entramos pois estava fechada! A primeira escola de Dubai, construída pelo comerciante que vivia na casa vista anteriormente, abriu em 1912 apenas para homens. Hoje é um museu gratuito que mostra esta escola original.

Depois fomos percorrer o spice souq, o mercado de especiarias de Dubai. Os cheiros e cores são únicos e vale ficar se desviando dos comerciantes que, a todo tempo, arranham um português para tentar nos vender algo. Uma dica: açafrão é barato e abundante por aqui!

Fomos caminhando depois em direção ao mercado ostentação, ou melhor, Gold Souq. Este mercado de ouro é bem a cara desse país! Muito ouro exposto, sem quase nenhuma segurança, somando mais de 25 toneladas de ouro por ali!

thumb_IMG_0162_1024-min

Saímos e fomos percorrendo as ruas do bairro, vendo a população local e vitrines diferentes. O objetivo era chegar na beira do canal que separa os dois bairros históricos – Deira e Bar Dubai. Por ali, fica a estação dos abras que são os barcos típicos de Dubai que fazem a travessia entre os dois lados. Custa um dólar e é um passeio agradável.

Já no lado de Bur Dubai, percorremos o Bar Dubai Souq, um mercado mais arrumadinho que o do outro lado. Dentro dele fica uma ala conhecida como Textile Souq devido aos tecidos e roupas que vende.

Logo depois vimos a imponente Grande Mesquita, que é uma reconstrução da original de 1900. Quem não é muçulmano não pode entrar.

thumb_IMG_0212_1024-min

Então atravessamos a rua e chegamos ao Dubai Museum. O prédio já chama a atenção, mas vale entrar. Logo no pátio de acesso, vimos uma réplica da casas primitivas onde viviam os primeiro habitante dessa região do Golfo. Era um cômodo único e feito de forma a manter a temperatura constante em todas as estações.

thumb_IMG_0218_1024-min

Depois, entramos numa parte fechada onde a história de Dubai é contada a cada década, a partir de 1930. Réplicas e maquetes ajudam a entender a história desse lugar. Vale a visita!

Pegamos um uber ao sair de lá e seguimos para o hotel. Comemos e nos recuperamos um pouco do calor. No fim da tarde, de uber, fomos até a região de Jumeirah, perto do Burj Al-Arab, o hotel sete estrelas em formato de vela! Toda a região perto dele só é acessível aos hóspedes. Por isso, fomos caminhando até o início da praia pública por ali, onde pudemos caminhar nas areias e olhar por inteiro este hotel tão famoso.

thumb_IMG_0260_1024-min

Depois pegamos mais um uber e seguimos para Dubai Marina. A região cheia de arranhas céus, construída em torno de um canal, possui um agradável calçadão, cheio de restaurantes e lojas ao redor. Caminhamos muito por ali, tiramos muitas fotos, comemos em um food truck e curtimos muito o clima ameno daquela noite.

thumb_IMG_0282_1024-minthumb_IMG_0319_1024-minthumb_IMG_0329_1024-min

Dia 3

O dia começou com uma das atrações mais esperadas: a subida no prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa! Compramos ainda no Brasil nossos ingressos neste site e escolhemos o horário das 10 horas da manhã.

No dia fomos andando até o Dubai Mall e fomos no subsolo, seguindo as placas para Burj Khalifa. Entramos na fila daqueles que já tinham comprado pela internet, trocamos nossos ingressos e fomos para a entrada. Passamos por um detector de metais e seguimos para o elevador. Muita rapidamente seguimos até o andar 124.

thumb_IMG_0330_1024-min

Burj Khalifa tem 828 metros e 163 andares! Ali dentro funcionam escritórios, apartamentos e até um hotel da Armani.

O dia estava bem claro e sem névoas. Foi incrível ver tudo tão do alto. Mesmo sem estarmos no topo do prédio, é impressionante a altura a que chegamos. E lá de cima é possível ver toda a cidade e seus arranhas céus que, dali, parecem tão pequenos.

Voltamos ao hotel para esperar nosso transfer e fazermos nosso passeio pelo deserto. Um clássico de Dubai! Reservamos desde o Brasil um passeio com jantar pela Oceanair pelo custo de 54 dólares (pagamos em dinheiro ao final do passeio). Fomos pegos no hotel por volta das 15 hrs.

Nosso carro tinham cinco pessoas além do motorista e nós dois acabamos no banco atrás, em cima das rodas. Seguimos por um bom tempo até a primeira parada em um centro comum onde vários carros dos passeios vão. Ali é possível passear de bugre pelo deserto, tirar foto com falcão ou comprar souvenir. Tudo é pago a parte. Acabamos não fazendo nenhum deles e só curtindo a primeira visão daquela imensidão de areia. Um alerta: vimos um acidente com um bugre em que o passageiro teve que ser socorrido e levado ao hospital. Cuidado!

thumb_IMG_0395_1024-min

Depois de meia hora seguimos para o momento de andar sobre as dunas. Do nada saímos da estrada e já entramos nas areias. A partir daí foi um tal de sobe e desce, algumas vezes bem radicais. Como nosso lugar era em cima das rodas, sacolejamos MUITO! E aí nosso pneu furou! Um carro da mesma empresa parou e os dois motoristas ficaram trocando nosso pneu por mais de meia hora.

thumb_IMG_0422_1024-minthumb_IMG_0433_1024-min

Tudo pronto, seguimos sem movimentos radicais (ufa!). Paramos para fazermos descidas pela areia com pranchas. O próprio carro tinha as pranchas e não precisamos pagar extra. Foi ótimo!

Depois dessa parte voltamos a estrada e nos dirigimos ao acampamento da nossa empresa. Cada passageiro deu uma volta de 1 minuto em um camelo e depois entramos no acampamento. Não gostei do fato de não pararmos para assistir o pôr do sol,  o que me parecia estar incluído no passeio. Mas dei uma olhadinha de onde eu estava e vi alguma coisa!

thumb_IMG_0483_1024-min

No acampamento, havia várias atividades, todas incluídas. Já na entrada ganhamos um doce e um café. Depois aproveitamos para nos vestir de árabes e curtimos nosso momento turistão!

thumb_IMG_0510_1024-minthumb_IMG_0521_1024-min

Ainda tiramos foto com o falcão e eu fiz uma tatuagem de hena na mão.

Por fim, sentamos numa mesa compartilhada e foi aberto o jantar. Era em estilo buffet e tinha muita comida típica. Primeiro foram entradas, depois um jantar e, por fim, sobremesas. Havia refrigerante incluído também.

Para terminar veio o show de dança típica que é dança do ventre e uma outra dança feita por uma bailarino. Engraçado que quando a dançarina do ventre entrou, com barriga de fora, uma mesa ao lado com três árabes e suas esposas fizeram as mesmas saírem da mesa para não verem. Enfim, cada um com sua cultura!

Retornamos para o hotel e, assim, fechamos nosso dia em Dubai! O dia seguinte foi de retorno ao Brasil, desde cedo.

 

Dubai é um país espetacular se pensarmos em como ele conseguiu chegar a esta riqueza toda sabendo usar o dinheiro do petróleo. É uma porta de entrada para turistas que querem conhecer um pouco da cultura árabe. Eu não viajaria apenas para esta região. Mas encaixá-la no retorno de uma volta a Ásia foi perfeito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s