Chapada Diamantina: nosso roteiro de 3 dias

A Chapada mais bela do Brasil não é tão fácil de ser acessada de forma barata e tem atrações para uns 40 dias (sem repetir nada!). Mas eu morava em Salvador na época e tinha um feriado de apenas 4 dias. Queria conhecer a chapada de qualquer forma e assim fomos nós!

dsc00451

Para explorar a Chapada, a melhor cidade, ainda mais se os dias são limitados, é Lençóis. Para chegar até ela existem duas formas básicas: ônibus ou avião. Este último é operado pela Azul, entre Salvador e Lençóis. Mas é caro, bem caro! Ainda mais no feriado. Por isso, recorremos ao ônibus. Saindo de Salvador, o ônibus leva 6 horas de viagem. Saímos às 23:30 de uma quarta-feira e chegamos às 05:30 da manhã do dia seguinte em Lençóis. A volta foi pela tarde de domingo.

Continuar lendo

Mangue Seco, a última praia da Bahia

Olhando algumas fotos antigas, do tempo em que morei em Salvador, relembrei um paraíso que conhecemos neste estado. Mangue Seco é a última praia da Bahia, na divisa com Sergipe.

dsc00661

Para chegar no paraíso o ideal é partir de Aracaju, bem mais perto. Nós, porém, estávamos em Salvador e fechamos um passeio com a agência Balangandan Turismo de bate e volta. Puxado? Até pode ser, mas conseguimos aproveitar bastante!

Mangue Seco fica no final da linha verde (a mesma onde fica a Praia do Forte), que começa em Salvador e sobe em direção ao Sergipe. São 240 km desde Salvador. Por isso, saímos as 6:30 da manhã e levamos 3 horas para chegar. Ficamos até as 16 horas por lá.

Continuar lendo

Conhecendo o primeiro vilarejo do nosso país: o Centro Histórico de Porto Seguro

No dia 21 de abril de 1500, Pedro Álvares Cabral avistou o Monte Pascoal, ali perto de Porto Seguro, e desembarcou no nosso país. E foi no hoje centro histórico da cidade que surgiu o primeiro vilarejo de nosso país, em 1532.

thumb_IMG_8765_1024

No último dia de nossa viagem ao sul da Bahia (como contei aqui), resolvemos passar o fim do dia no centro histórico de Porto Seguro antes de seguirmos ao aeroporto.

O centro histórico fica na chamada Cidade Alta. Os portugueses gostavam de criar cidades de dois andares. Na parte mais alta estava concentrado o poder e a elite. Canhões protegiam a cidade de invasores. A cidade baixa era a periferia, onde viviam os mais pobres.

Continuar lendo

Os encantos de Arraial d`Ajuda

Continuando o relato da nossa viagem para o sul da Bahia, como contei aqui neste post, vamos falar das belezas das cidades que visitamos, começando por Arraial.

thumb_IMG_8733_1024

Arraial d`Ajuda foi onde montamos a base para explorar a região. Esse povoado começou a existir em 1549, com a chegada dos jesuítas e era chamado de Arraial de Nossa Senhora d’Ajuda.

Desta época é a Igreja de Nossa Senhora d`Ajuda, que fica na pracinha ao final da rua Broadway. A igreja branca com amarelo já é uma graça, mas o encanto mesmo fica atrás. O mirante da cidade que permite vistas do litoral desde Porto Seguro até Trancoso é repleto das famosas fitinhas de bonfim. Claro que compramos as nossas e amarramos para garantir nossos pedidos (3 nós e 3 pedidos).

Continuar lendo

Resumo de um feriado na Costa do Descobrimento na Bahia

Esse ano está cheio de feriados bons que pedem uma pequena viagem. Resolvemos voltar ao Nordeste e conhecer um pedaço da Bahia que já figurava na minha listinha há um tempo: a Costa do Descobrimento.

thumb_IMG_8623_1024

Sorria, você está na Bahia!

O litoral da Bahia é enorme, o maior do Brasil. E cada pedaço desse litoral é conhecido por um nome. A Costa do Descobrimento fica exatamente entre a Costa das Baleias e a Costa do Cacau. O nome é bastante sugestivo, afinal foi nesse pedaço do Brasil que Pedro Álvares Cabral chegou e por onde a nossa colonização começou.

Continuar lendo