Andrés DC: a melhor noite de Bogotá

Bogotá surpreendeu na segurança, nas atrações e na noite! Andrés DC é um lugar único, diferente de tudo que você já viu.

thumb_img_0508_1024

Não sei definir se é um restaurante, um bar, uma night, uma casa de show ou até mesmo um teatro. O original se chama Andrés Carne de Rés e fica em Chia, distante 30 min do centro de Bogotá. Mas existe uma filial, Andrés DC, que ficava a 3 minutos do nosso hotel na Zona Rosa.

Primeira regra para visitar este local é reservar. Pelo site você faz isso rápido. Não deixe para conseguir uma mesa na hora pois, sem dúvidas, se conseguir, não será no melhor lugar. Continuar lendo

Cerro de Monserrate e Jardim Botânico de Bogotá

Nosso último dia em Bogotá foi bem intenso. Nosso vôo só era de noite e precisávamos sair do hotel meio dia. Combinamos com o motorista que nos levou nos outros dias para os passeios de ser nosso guia/motorista neste dia. Valeu muito a pena!

thumb_img_0667_1024

A primeira parada do dia foi no Cerro de Monserrate. Este morro é onde está o ponto mais alto da cidade, a 3.200 metros. Possui vistas amplas de Bogotá, logicamente, além de ser um lugar de peregrinação para os colombianos. A razão é o santuário em homenagem a Monserrate criado em 1640. Continuar lendo

Catedral de Sal de Zipaquirá – a Primeira Maravilha da Colômbia

Estando em Bogotá, não perca a chance de conhecer a que foi eleita Primeira Maravilha da Colômbia: a Catedral de Sal. Ela fica numa cidade chamada Zipaquirá, a uma hora de Bogotá.

thumb_img_0402_1024

Uma mina repleta de sal significava muitos mineradores trabalhando e extraindo o sal. Muitas horas naquela caverna levaram os trabalhadores a começarem a esculpir uma catedral. Depois de um tempo, a caverna foi fechada por falta de segurança. Em 1991, uma nova catedral começou a ser construída abaixo da original e é essa nova a que visitamos.

Continuar lendo

Conhecendo o Centro Histórico de Bogotá em 1 dia

Bogotá me surpreendeu! Para começar quanta história e quantos museus incríveis esse país tem. Combinamos com o motorista indicado pelo hotel para nos levar ao bairro La Candelaria, o centro histórico, e mandamos um whatsapp na hora que quisemos voltar. Vimos muitos policias nesta área e nos sentimos bastante segura andando por ali.

thumb_img_0137_1024

Começamos numa praça conhecida como Parque de Santander.

De um dos lados da praça fica primeiro a Iglesia de la Veracruz, uma das primeiras igrejas da cidade, criada em 1546. Por um tempo, entre 1904 e 19010, funcionou como Panteão Nacional. Ali estão os restos de diversos mártires fuzilados durante a reconquista espanhola. Ao lado fica a Iglesia de San Francisco, criada vinte anos depois da fundação da cidade. Por dentro ela é realmente muito linda! Continuar lendo

Bogotá, uma bela surpresa: segurança, clima e dica de hospedagem

Eu tinha muita vontade de ir a Colômbia. Mas meus desejos estavam ligados a Cartagena e ao Caribe. Bogotá entrou no roteiro mais por uma questão de logística. Já que para chegar ou sair do país, indo de Avianca, precisaríamos passar pela capital, que tal dedicar alguns dias a descobri-la?

thumb_img_0119_1024

Nós no centro histórico de Bogotá

Pois bem, foi assim que cheguei em Bogotá. Entramos no táxi e comecei a ver uma cidade grande, muito grande. Muitas pessoas e muitos carros. E vi muito policial, uma cidade que me deu uma segurança que não sinto onde moro. Vi pessoas muito arrumadas e um bairro que me lembrou até Nova York e suas lojas. E quando cheguei no centro histórico, aí sim, a cidade me arrebatou! Continuar lendo

Colômbia: o perigo é você querer ficar

Não podia ser diferente o título do primeiro post sobre este país. O slogan de turismo do país reflete a surpresa que esse país causa. Famosa pelas guerrilhas no passado, hoje a Colômbia é um país aberto a todos os turistas, seguro e supreendente.

thumb_IMG_0125_1024

As cores, as frutas e a felicidade colombiana!

Eu já tinha um desejo grande de conhecer este país, não sei muito porquê, bem antes dele se tornar o mais novo destino pop dos brasucas. Por vários motivos, não rolava. Até que uma promoção da Avianca, a disparada do dólar e férias que ainda não tinham viagem marcada, me fizeram reacender meu desejo. A minha companhia nessa viagem foi minha super avó viajante. Continuar lendo