Como aproveitar uma conexão longa em Roma?

Roma é sem dúvida a nossa cidade preferida no mundo. Eu e João amamos a Itália e Roma retrata muito bem o que tanto nos atrai no país: história pela rua, beleza, povo alegre e festeiro e comida maravilhosa.

thumb_IMG_0412_1024

Roma e seus clássicos

Conhecer as atrações básicas de Roma requer, pelo menos, uns 4 dias. E claro, sempre haverá mais e mais motivos para retornar. Neste post aqui, retratei nosso roteiro de 4 dias em Roma.

Continuar lendo

Bellagio, a jóia do Lago di Como

Começamos a lua de mel com o pé direito, numa das cidades mais agradáveis da Itália.: Bellagio. No post anterior expliquei como organizar a viagem ao Lago di Como. Agora é hora de se deslumbrar com esta pérola italiana.

thumb_img_0050_1024

Villa Melzi d’Eril

Uma atração imperdível! Era a residência de verão do Duque Francesco Melzi d’Eril, vice-presidente da República Italiana napoleônica. A entrada é paga e inclui a visita aos belos jardins, muito bem cuidados. Vale caminhar na ida pela beira do lago e voltar por cima. Muito fotogênica e agradável é esta villa.

Continuar lendo

Lago di Como: organizando a viagem

Lugares mágicos não faltam no país da bota. Um deles é a região do Lago di Como. Este é o terceiro maior lago do país e suas águas são oriundas do derretimento da neve dos Alpes. Imagina a temperatura da água?

thumb_img_0086_1024

Beira do lago em Bellagio

Para começar, vamos entender o formato do lago e todas as cidades que ficam ao redor. Como dá para ver no mapa abaixo, são muitas pequenas cidades, sendo as mais turísticas Bellagio, Como e Varenna. Continuar lendo

Lago di Como, Balcãs e Alemanha: nosso roteiro de lua de mel

Nossa lua de mel seria em julho e agosto, época de extremos na temperatura – verão com calor forte na Europa e inverno aqui pela América do Sul. Como decidirmos nosso destino?

thumb_img_1109_1024

Teve muito amor na lua de mel!

Desde que começamos nosso namoro, falávamos muito em ter nossa lua de mel no Egito. Contudo, não achamos que seria bom irmos nessa época. Primeiro que é época de muito calor, segundo que não acho que o país esta na sua fase mais segura e terceiro que não é um lugar tão romântico assim. Continuar lendo

Um bate e volta a Pompéia e Nápoles

Um dos maiores desejos do meu namorado era conhecer Pompéia. Com o número de dias que tínhamos, não podíamos dedicar mais de um pela região e a solução que achamos foi fazer um bate e volta desde Roma – indicação do Ricardo Freire aqui.

Se tiver mais tempo, se hospede em Nápoles ou Sorrento e explore a região: Nápoles, Costa Amalfitana, Capri, Pompéia e Herculano. Eu já estive em Nápoles outras duas vezes. A cidade é uma bagunça, mas eu gostei. Dali é super fácil conhecer tudo.

IMG_3561

O bate e volta de um dia é cansativo, mas super dá para fazer. Vamos então por parte:

Continuar lendo

Veneza, o meu caso de amor

Veneza me conquistou. Assim que pisei na estação de trem Santa Lucia, há quatro anos, me rendi. Andar (e se perder) por aquelas ruelas, pontes e canais é um tanto mágico.

IMG_4501

Veneza é assim: ou ame ou odeie. Já conheci pessoas que se decepcionaram, que acharam a cidade fedorenta, chata. Eu não entendo: mas, para saber o seu caso com Veneza, só mesmo estando lá.

Nessa última visita a Veneza, junto com o João, tivemos um ajuda toda especial da minha dinda Gianne. Ela está morando na cidade por conta do doutorado (que orgulho da minha tia-dinda tão inteligente!) e por isso tivemos hospedagem e guia 24 hrs ao nosso dispor. Quer ou não melhor maneira de conhecer a cidade?

Continuar lendo

Desbravando Florença em um dia

Florença é um clássico. Cidade mundialmente conhecida por sua beleza e pelas artes. Capital do Renascimento italiano, possui muitas atrações ligadas a arte. Foi ali que nasceu Dante Alighieri e onde viveu Michelangelo. Governada por três séculos pela família Medici, que possuía uma obsessão por artes, Florença floresceu nessa área exatamente por isso.

IMG_4433

Tenho que confessar que na primeira vez que visitei Florença, simplesmente não me encantei por ela. Precisei de mais uma vez, para enfim ser fisgada pela sua beleza. Acontece que na primeira viagem, me deparei com três dias de chuva que atrapalharam conhecer de fato as ruas florentinas.

O grande desafio dessa viagem foi conciliar em um dia o principal de Florença. Claro que não conhecemos tudo, mas foi ótimo o que vimos. Como estávamos no final de uma longa viagem, resolvemos que queríamos relaxar e aproveitar para bater perna e relaxar, mais do que conhecer pontos turísticas.

Continuar lendo

Pela S222: a estrada mais bela da Toscana

Para terminar nossa viagem pela Toscana, resolvemos percorrer a Chiantigiana ou a estrada S222 que é o mais lindo percurso da região. Essa é uma estrada secundária, de mão dupla e cheia de curvas que percorre várias cidades pequenas produtoras do Chianti e liga Siena a Florença.

Escrevi nesse post um pouco mais sobre o vinho Chianti e a região.

IMG_4320

Uma das principais cidades da S222 são Castellina in Chianti, Panzano in Chianti, Radda in Chianti e Greve in Chianti. Nós resolvemos conhecer uma não muito falada: Volpaia.

Continuar lendo

Castelo Monterinaldi – degustando vinhos do Chianti

Ir na Toscana e não provar um vinho é quase um pecado mortal ao nível de ir a Roma e não ver o papa. E já que estamos na terra do vinho Chianti, a melhor forma de aproveitar as paisagens delirantes é com uma boa taça a mão.

Captura de Tela 2014-04-25 às 23.26.20

Região do Chianti

Na verdade, Chianti é o nome do vinho que possui determinadas características e só é produzido na região entre Siena e Florença. Uma das estradas principais que percorrem os vinhedos e as cidades produtoras do Chianti é a S222 ou também Chiantigiana. Esse percurso é um dos mais belos da Toscana. Percorrem-se colinas, arbustos e campos e mais campos produtores de vinho.

IMG_4317

Entrada da Fazenda Monterinaldi

Continuar lendo